Dados sobre utilizadores deste modelo
Japão

Aeronaves do mesmo tipo ou relacionadas:

D3A2 «Val»
Bombardeiro leve / táctico

Acontecimentos relacionados
Batalha de Midway
Ataque a Pearl Harbour


D3A2 «Val»
Bombardeiro leve / táctico (Aichi)
D3A2 «Val»

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 10.2 M
Envergadura: 14.37 M
Altura: 3.85
1 x motores Mitsubish Kinsei-54
Potência total: 1300 HP/CV
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 2570 Kg
Peso máximo/descolagem: 3800 Kg
Numero de suportes p/ armas: 0
Capacidade de carga/armamento: 250 Kg
Tripulação : 2+1
Passageiros: a
Velocidade Maxima: 430 Km/h
Máxima(nível do mar): Não disponível
De cruzeiro: 380 Km/h
Autonomia standard /carregado : 800 Km
Autonomia máxima / leve 1350 Km.
Altitude máxima: Não disponível


- - -

Forum de discussão

O modelo D3A2, foi o último do tipo D3A e representa mais de dois terços do total de aeronaves produzidas. Ele pretendia resolver algumas deficiências detectadas, e essa necessidade já tinha sido notada mesmo antes do ataque a Pearl Harbour em 1941. Nesse mesmo ano, ocorreu o primeiro voo de testes da nova versão, que começou a ser utilizada a partir de 1942.

Como no Stuka, a velocidade era um dos problemas da aeronave, pelo que o D3A2 recebeu um motor mais potente, permitindo aumentar a velocidade máxima.
A desvantagem é que o motor sendo mais potente consumia também muito maior quantidade de combustível. Em operações sobre o mar, o alcance é de extrema importância, pelo que o D3A2 recebeu tanques adicionais de combustível.

Naturalmente que, com a necessidade de transportar combustível, reduziu-se a capacidade para transportar armamento a maiores distâncias.

Informação genérica:
O bombardeiro de voo picado do tipo D3A, pode ser considerado, pelas suas dimensões e características como um modelo equivalente ao Stuka alemão.

Como aconteceu com o Stuka, que foi declarado inadequado logo em 1940, também o «Val» era já considerado obsoleto quando ocorreu o ataque a Pearl Harbour em 1941, tendo os japoneses já efectuado o primeiro voo de testes do último dos modelos da família D3A, o modelo D3A2.

Com a entrada em produção do modelo Yokosuka D4Y, os aviões da família D3A, foram relegados para opeações com base em terra e retirados de serviço a bordo dos porta-aviões da marinha japonesa.

-

   
---