Dados sobre utilizadores deste modelo
Arabia Saudita
Espanha
Alemanha
Reino Unido
Italia

Aeronaves do mesmo tipo ou relacionadas:

Typhoon-II «Eurofighter»
Caça de superioridade aérea

Notícias relacionadas
2.200 milhões para novo «programa FX»
Índia entrará para o consórcio Eurofighter se aeronave for escolhida
F/A-18, Gripen e Rafale na reta final para o FX
Odissey Dawn, contra a Líbia


Typhoon-II «Eurofighter»
Caça de superioridade aérea (Eurofighter)
Typhoon-II «Eurofighter»

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 14.96 M
Envergadura: 10.95 M
Altura: 5.28
2 x motores Eurojet EJ-2000 Turbofan
Potência total: 18000 Kgf
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 9750 Kg
Peso máximo/descolagem: 21000 Kg
Numero de suportes p/ armas: 13
Capacidade de carga/armamento: 6500 Kg
Tripulação : 1/2
Passageiros: a
Velocidade Maxima: 2387 Km/h
Máxima(nível do mar): 1470 Km/h
De cruzeiro: 980 Km/h
Autonomia standard /carregado : 1200 Km
Autonomia máxima / leve 2700 Km.
Altitude máxima: 19800 Metros


- - -

Canhões / Metralhadoras
- 1 x 27mm Mauser BK-27 (Calibre: 27 )
Radares
- Thales group ECR-90 «Captor» - Multi-modo/Pulso Dopler (Alcance médio: 135Km)

Forum de discussão

Como caça de superioridade aérea, a principal função do Eurofighter / Typhoon-II é a de garantir o dominio dos céus, através da utilização integrada dos seus sensores e mísseis com capacidade para atingir alvos para lá do alcance visual.

Embora essa seja a sua função principal, o Eurofighter está equipado com capacidades que permitem a sua utilização em missões de ataque com bombardeamento de precisão. A sua gama de sensores permite-lhe agir em conjunto com forças no terreno.
O Typhoon-II tem também capacidade para com os seus sofisticados sensores, operar contra defesas aéreas inimigas.

Entre outras capacidades do Eurofighter, está a capacidade do seu radar, que lhe permite operar como aeronave de defesa naval, em coordenação com navios de superficie e outras aeronaves de controlo marítimo.

Informação genérica:
O Eurofighter, uma aeronave de combate com capacidade para operar desde pequenos aerodromos comoeçou a ser desenvolvido internacionalmente por um consórcio de que participaram o Reino Unido e a Alemanha, com 33% do programa cada um, 21% para a Itália e 13% para a Espanha.

O projecto foi desenvolvido de forma comum, considerando as necessidades de cada uma das forças aéreas dos países constituintes do programa, sendo a supervisão geral de responsabilidade da emprea Eurofighter GmbH sedeada na Alemanha.

Pensado desde o inicio para ser um caça de superioridade aérea, foram anunciadas inicialmente 765 intenções de encomenda para as quatro forças aéreas, tendo esse numero sido posteriormente reduzido para 600 e depois para 559.

Durante o desenvolvimento do programa, por volta de 1992, houve necessidade de efectuar alterações ao projecto e dessas alterações surgiu um novo avião conhecido como «Eurofighter-2000». O principal objectivo era reduzir os custos do projecto, resultando em várias versões do avião, a mais económica das quais ficou cerca de 30% mais barata que o avião original.

Os primeiros protótipos do EFA como era conhecido, estavam equipados com dois motores Turbo-Union RB199-122, enquanto que os protótipos seguintes foram equipados com o motor Eurojet EJ-200, com uma potência com pós-combustão, na casa dos 9100Kgf. Cada um.

O primeiro voo do avião teve lugar em 27 de Março de 1994.

O EFA foi previsto para transportar um canhão de 27mm montado internamente, juntamente com 10 mísseis ar-ar.



Em Março de 2008, foi entregue o último dos Eurofighter do primeiro lote, totalizando 144 aeronaves entregues.

-

   
---