Dados sobre utilizadores deste modelo
Reino Unido

Aeronaves do mesmo tipo ou relacionadas:

F4F «Wildcat»
Avião de caça
F6F-3 «Hellcat»
Avião de caça

F6F-3 «Hellcat»
Avião de caça (Grumman)
F6F-3 «Hellcat»

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 10.16 M
Envergadura: 13.05 M
Altura: 4.4
1 x motores Pratt & Whitney R-2800-10
Potência total: 2000 HP/CV
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 4101 Kg
Peso máximo/descolagem: 5528 Kg
Numero de suportes p/ armas: 6
Capacidade de carga/armamento: 907 Kg
Tripulação : 1
Passageiros: a
Velocidade Maxima: 605 Km/h
Máxima(nível do mar): Não disponível
De cruzeiro: 521 Km/h
Autonomia standard /carregado : 1500 Km
Autonomia máxima / leve 1746 Km.
Altitude máxima: Não disponível


- - -

Canhões / Metralhadoras
- 6 x 12.7mm Browning M3 (A) (Calibre: 12.7 )

Forum de discussão

O projecto G-50, conhecido como F-6 foi o escolhido da Grumman para substituir o F-4 «Wildcat». Ele foi aprovado ainda em 30 de Junho de 1941, antes de os Estados Unidos entrarem na guerra.

O primeiro protótipo, equipado com um motor Wright XR2600-10(Ciclone) de 1700 cavalos (muito mais potente que o do seu antecessor) voou apenas em 26 de Junho de 1942 e no mês seguinte, em 30 de Julho voou o segundo protótipo que foi equipado com um motor Prat & Whitney R2800-10 ainda mais potente (2000 cv). Este último seria o modelo escolhido, tendo aliás já sido escolhido antes de ter realizado o seu voo inaugural.

A aeronave começou a ser entregue em Outubro de 1942.

O Hellcat estava equipado com o mesmo tipo de armamento básico do seu antecessor (seis metralhadoras 12,7)

Em 1944 o Helcat viu o seu motor ser revisto, e a sua potência passou a ser de 2200cv.

Da primeira versão do F-6 (F6F-3) foram produzidos 4403 unidades, até que foi introduzido o F6F-5, que incluía o motor de 2200 cv, mais alguns refinamentos que foram sendo introduzidos embora mantivesse o mesmo armamento.

Este segundo modelo foi fabricado até Novembro de 1945 e um total de 7870 foram produzidos, entre eles versões especializadas em reconhecimento fotográfico e 1434 como caças de combate nocturno.




Informação genérica:
Em 1935, a marinha dos Estados Unidos apresentou um pedido para a apresentação de propostas para um novo caça, que substituisse o biplano Grumman F3-F, que só entraria ao serviço em 1936, mas que a marinha já temia que estivesse obsoleto, em face dos novos modelos que se previa entrassem ao serviço. Inicialmente a Grumman, apresentou um modelo biplano, idêntico ao anterior F-2, que recebeu fundos para a produção de dois protótipos na primavera de 1936.

Embora a Grumman tivesse recebido fundos para o desenvolvimento do seu protótipo, a empresa solicitou que este fosse substituido por um monoplano, já que uma aeronave com aquela configuração não teria hipóteses de vencer.
A alteração foi autorizada em 10 de Julho de 1936, tendo o contrato para a construção do biplano sido substituido por outro para a construção de um monoplano.

A marinha dos Estados Unidos, fez vários testes, nos quais o Wildcat mostrou problemas ao nível do motor e por isso optou por fazer uma primeira encomenda de pré-produção para do F2A-1 «Buffalo» em Junho de 1938, eliminando o Seversky e deixando o Wildcat em segundo lugar, propondo que se continuasse a desenvolver o modelo.

Entretanto, vários caças Buffalo foram enviados para a Finlandia quando aquele país foi invadido pela Rússia no inverno de 1940, e ao mesmo tempo surgiram problemas no desenvolvimento do Buffalo. Nesta altura, uma versão modificada do «Wildcat» tinha sido testada e demonstrado capacidades muito superiores à do caça da Brewster, o que levou a que fosse colocada uma encomenda de pré-produção de 54 exemplares, encomenda que foi rapidamente aumentada para 200.






Hellcat
Em 30 de Junho de 1941, foi assinado um contrato entre os governo dos Estados Unidos e a Grumman para o desenvolvimento de um caça.

Na aparência o Hellcat parecia uma versão aumentada do seu meio irmão Wildcat, mas na realidade pode-se considerar que apesar da sua aparencia «gorducha» o Hellcat era um avião diferente.

-

   
---