Dados sobre utilizadores deste modelo
Estados Unidos da América

A-10A Thunderbolt
Bombardeiro leve / táctico (Northrop-Grumman/Westinghouse)
A-10A Thunderbolt

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 16.3 M
Envergadura: 17.5 M
Altura: 4.5
2 x motores General Electric TF34-GE-100 turbofans
Potência total: 8160 Kgf
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 10720 Kg
Peso máximo/descolagem: 21361 Kg
Numero de suportes p/ armas: 11
Capacidade de carga/armamento: 7257 Kg
Tripulação : 1
Passageiros: a
Velocidade Maxima: 832 Km/h
Máxima(nível do mar): 733 Km/h
De cruzeiro: 560 Km/h
Autonomia standard /carregado : 720 Km
Autonomia máxima / leve 1500 Km.
Altitude máxima: 13700 Metros


- - -

Canhões / Metralhadoras
- 1 x 30mm GAU-8/A2 (Calibre: 30 )
Foguetes / Misseis / bombas que pode utilizar
- Raytheon Systems AGM-65G / F Maverick (Ataque ao solo)

Forum de discussão

O A-10 Thunderbolt, normalmente conhecido nos Estados Unidos como Warthog (Javali), foi uma das soluções encontradas pelos norte-americanos para combater a enorme superioridade numérica que a União Soviética mostrava ter em termos de veículos blindados durante os anos 70.

O avião devia ser utilizado em caso de ataque por parte do Pacto de Varsóvia à Europa Ocidental. Tal ataque deveria ser massivo, com o apoio de grandes quantidades de carros de combate desde tanques a veículo de combate mais pequenos.

Em caso de guerra, a táctica Soviética parecia ser a de submergir as planícies da Alemanha com enormes formações blindadas, que seriam apoiadas por veículos com capacidade antiaérea.

Tendo em consideração este tipo de aproximação tipicamente soviético para o problema de um eventual ataque, os projectistas consideraram que a aeronave deveria ter capacidade para colocar fora de acção qualquer tipo de veículo blindado, utilizando quer mísseis Maverick, quer a potência de um canhão de 30mm capaz de disparar rajadas de munição perfurante.

Pode-se afirmar que o A-10, é na realidade um canhão com asas pois ele é construído em volta do canhão de 30mm conhecido como GAU-8/A «Avenger», o qual tem uma fenomenal cadência de tiro e tem uma potência tal que funciona como travão quando o avião se encontra em voo picado sobre um alvo e o canhão é disparado.


O A10 nunca chegou a ser utilizado contra a União Soviética mas não deixou de provar as suas capacidades contra os tanques e veículos blindados de fabrico soviético, quando foi utilizado na primeira guerra do golfo contra as principais unidades blindadas do exército de Saddam Hussein.

Capaz de utilizar o seu armamento antitanque a grande distância e com o auxilio do canhão GAU-8/A o A-10 foi um dos grandes responsáveis pela esmagadora derrota sofrida pelo exército iraquiano. A protecção do A-10 também se comprovou ser adequada, pois as forças iraquianas dispunham de artilharia antiaérea em numero, mas a capacidade de sobrevivência do A-10, que chegou a aterrar com um motor completamente destruído ou sem partes das asas permitiu a sobrevivência dos pilotos e das aeronaves.

O A-10 voltou a ser utilizado no Kosovo e na segunda guerra do golfo.

Informação genérica:
- - -

-

   
---