Dados sobre utilizadores deste modelo
India
Peru



Aeronaves do mesmo tipo ou relacionadas:

An-24 «Coke»
Aeronave de transporte ligeira
An-26 «Curl»
Aeronave de transporte ligeira
An-32 «Cline»
Aeronave de transporte ligeira
Y-7
Aeronave de transporte ligeira
An-140
Aeronave de transporte médio

An-32 «Cline»
Aeronave de transporte ligeira (Antonov - Aviant)
An-32 «Cline»

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 23.78 M
Envergadura: 29.2 M
Altura: 8.6
2 x motores ZKBM-Progress AL-20D
Potência total: 10084 HP/CV
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 16800 Kg
Peso máximo/descolagem: 27000 Kg
Numero de suportes p/ armas: 4
Capacidade de carga/armamento: 6700 Kg
Tripulação : 2
Passageiros: 35 a 50
Velocidade Maxima: 530 Km/h
Máxima(nível do mar): 500 Km/h
De cruzeiro: 480 Km/h
Autonomia standard /carregado : 1200 Km
Autonomia máxima / leve 2520 Km.
Altitude máxima: 9200 Metros


- - -

Forum de discussão

Desenvolvido no final dos anos 70, cerca de dez anos após o desenvolvimento do An-26 (e 20 anos após o An-24) o Antonov 32 é uma versão mais poderosa do anterior modelo de transporte da Antonov. O desenvolvimento resultou de um pedido por parte da India e também da necessidade de uma aeronave com melhores prestações para climas tropicais e sub tropicais quentes como o de Angola, em que as aeronaves An-24 e An-26 estavam em operação.

Como resultado, o An-32 têm quase o dobro da potência do seu antecessor. Ele pode-se distinguir do modelo anterior, pela colocação dos dois motores ZKMB sobre as asas em vez de debaixo das asas. Este arranjo permite a utilização da aeronave em pistas pouco preparadas tendo a vantagem de proteger o motor de detritos.

Além disso, a colocação do motor numa posição mais elevada permitiu a colocação de um motor mais potente com uma helice de maiores dimensões, aumentando assim as prestações da aeronave.




Como com outros tipos de aeronaves o An-32 foi adaptado para várias funções. Entre elas encontra-se a versão de combate a incêndios, com tanques na parte inferior do avião.

A versão An-32-100 está equipada com um motor mais potente que aumenta a capacidade de carga para 7.500kg.

Além de versões para utilização civil, existe ainda o An-32MP de patrulha marítima

Informação genérica:
As aeronaves de transporte An-24 a An-32 representam uma familia de aeronaves de transporte ligeiro/médio desenhada na União Soviética no final dos anos 50 e que ficou operacional no inicio dos anos 60.

A família Antonov 24 (contemplando do An-24 ao An-32) é equivalente às aeronaves do tipo DHC-5 Buffalo, e as mais recentes versões podem ser comparadas a aeronaves como o C-235 da EADS/CASA.

A família divide-se em vários grupos de entre os quais se distinguem :

An-24 - Uma aeronave inicialmente prevista para o transporte de passageiros e carga.

An-26 - Um derivado do An-24, com modificações pedidas pelos militares para melhorar as suas capacidades. A principal diferença está na inclusão de uma porta traseira que permite a rápida carga e descarga de materiais e homens.

An-30 - Um versão derivada do An-26, com motores de maiores dimensões, para aplicações específicas como a vigilância aérea. A maior potência dos motores permite um tecto operacional mais elevado.

An-32 - A última das derivações do An-26, caracteriza-se pela utilização de motores maiores e colocados numa posição elevada, para permitir a sua utilização em pistas não preparadas, característica muito útil especialmente em África.

Com o fim da União Soviética, a principal fábrica das aeronaves Antonov passou para o controlo da República da Ucrânia. A Rússia passou então a dar preferência às aeronaves de transporte de origen russa, de fabricantes como a Tupolev e Illiyushin.



A China também produziu as suas versões desta aeronave, que são conhecidas como Y-7

Em 1993, começou um projeto para desenvolver um sucessor do An-24, conhecido como An-140

-

   
---