Dados sobre utilizadores deste modelo
União Soviética

Aeronaves do mesmo tipo ou relacionadas:

DC-2 «Dakota»
Aeronave de transporte médio
C-47 «Skytrain»
Aeronave de transporte médio
Li-2 «Cab»
Aeronave de transporte médio
BT-67
Aeronave de transporte médio

Li-2 «Cab»
Aeronave de transporte médio (Lisunov)
Li-2 «Cab»

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 18.75 M
Envergadura: 25.91 M
Altura: 5.69
2 x motores Shvetsov Ash-62
Potência total: 2000 HP/CV
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 6700 Kg
Peso máximo/descolagem: 9800 Kg
Numero de suportes p/ armas: 0
Capacidade de carga/armamento: 3200 Kg
Tripulação : 2
Passageiros: 18 a 22
Velocidade Maxima: 340 Km/h
Máxima(nível do mar): 300 Km/h
De cruzeiro: 250 Km/h
Autonomia standard /carregado : 1300 Km
Autonomia máxima / leve 1500 Km.
Altitude máxima: 6300 Metros


- - -

Forum de discussão

Fabricado sob licença na União Soviética o Lisunov Li-2, é uma cópia do Douglas DC-3 / C-47 norte-americano.

Ao contrario do que poderia parecer, a chegada do Li-2 à URSS nada teve a ver com a guerra, mas sim com a necessidade soviética de aeronaves para ligar os vários pontos e cidades do gigantesco país.

Quando se tornaram evidentes as qualidades do DC-3, logo em 1935, já os soviéticos estavam interessados no avião e consideraram a possibilidade de copia-lo sem licença.

No entanto optou-se por negociar um acordo de fabrico sob licença que foi assinado entre as autoridades soviéticas e a empresa norte-americana em 11 de Abril de 1936.

Através de empresas «fantasma» a URSS já tinha conseguido adquirir 18 aeronaves, as quais foram entregues desmontados entre 1936 e 1938.

O Li-2, tem algumas diferenças relativamente ao modelo original, de entre as quais se destaca um diferente arranjo nas dimensões dos compartimentos do avião, e o facto de no modelo soviético as portas abrirem para dentro. O modelo Li-2 também tinha rodas de maiores dimensões e um trem de aterragem mais resistente, dado ele ser destinado a utilização em aerodromos de terra batida.

A cabine de passageiros também era extremamente simplificada sem qualquer tipo de luxo e o equipamento de navegação estava reduzido ao mínimo.

O primeiro Lisunov Li-2, equipado com o motor Shvetsov M-62 de 900cv ficou oficialmente pronto em 7 de Outubro de 1938, mas sabe-se que estas aeronaves eram na realidade parte dos 18 que tinham sido inicialmente comprados desmontados. A montagem ocorreu na fábrica 84, na região de Moscovo, e a primeira designação do avião «PS-84» significava literalmente Avião de Passageiros da 84.

O desenvolvimento do modelo foi afectado pelas purgas, que ocorreram no final dos anos 30, em que Estaline mandou matar milhões de supostos opositores políticos.

Na realidade o primeiro Lisunov Li-2 totalmente fabricado na União Soviética na fábrica nr. 124 de Kazan, só voou pela primeira vez no final de 1939. Nessa fábrica apenas foram produzidas dez unidades. As restantes foram produzidas em Opolchenie, na região de Moscovo (fábrica 84), tendo a produção sido encerrada e transferida para Tashkent na Ásia Central (fábrica 34).

A produção só começou a ter algum impacto a partir de 1942 e é em 17 de Setembro desse anos que o modelo DC-3 soviético é rebaptizado Lisunov Li-2. Da fábrica de Tashkent só vão sair as versões de carga, com reforço estrutural equivalente ao do C-47 norte-americano

A União Soviética, terá produzido aproximadamente 7.000 unidades desta aeronave. Sendo fabricada sob licença, a sua importancia foi sempre diminuida aos olhos da imprensa soviética, que normalmente divulgava numeros entre 2.000 e 2.800 unidades produzidas.

Os soviéticos nunca pagaram à Douglas qualquer quantia pelas aeronaves fabricadas.

Informação genérica:
O primeiro «Dakota», inicialmente designado DC-1, e posteriormente DC-2, foi o resultado de a TWA ter sido preterida à United Airlines quando a Boeing lançou o seu B-247.

No inicio dos anos 30, temendo ficar numa situação de desvantagem, a TWA emitiu uma especificação para uma aeronave que permitisse competir no ainda incipiente mercado do transporte aéreo de médio curso nos Estados Unidos.

A especificação da TWA pedia uma aeronave com três motores e capacidade para transportar pelo menos 12 passageiros a uma velocidade de cruzeiro de 235km/h e a uma distância superior a mil milhas (1609km).
A dimensão continental dos Estados Unidos levou a que as empresas comerciais solicitassem aeronaves «médias» com uma alcance que para as companhias europeias era já considerado longo.

A Douglas, convenceu a TWA a aceitar uma aeronave com dois motores, embora na altura isso fosse considerado um problema pelas companhias aéreas que viam o numero de motores como garantia de segurança. O contrato foi assinado e o primeiro avião da série, designado DC-1 foi apresentado em 22 de Junho de 1933, e voou pela primeira vez em 1 de Julho desse ano utilizando dois motores Wright R-1820 «Cyclone».

Apenas a primeira aeronave foi designada DC-1, logo que foi assinado um contrato para um primeiro lote de 25 aeronaves para a TWA, a designação do novo aparelho passou a ser DC-2, com as primeiras entregas a ocorrer a 14 de Maio de 1934.

Ainda antes do inicio da II Guerra Mundial, já tinham sido entregues aproximadamente oitocentos DC-3 às linhas aéreas, especialmente nos Estados Unidos. Esta aeronave é a principal responsável pela revolução no transporte aéreo nos anos 30.

C-47

A versão militar do DC-3 ficou conhecida como C-47 e foi o mais fabricado avião de transporte da II guerra, atingindo 12.000 unidades produzidas. A versão mais importante foi a C-47B.

Lisunov Li-2
A União Soviética foi autorizada a fabricar a sua versão do DC-3 em meados dos anos 30. As primeiras aeronaves comerciais sairam das fábricas de Moscovo e Kazan, e posteriormente foram fabricados na Ásia central.

Basler BT-67
Talvez a principal demonstração da validade do projeto do avião da Douglas seja o facto de o conceito ter passado a marca do milénio, com uma empresa nos Estados Unidos a desenvolver modificações para permitir ao DC-3 continuar a voar, como é o caso da empresa BASLER, que começou a desenvolver em 1990 uma versão modificada do DC-3, construida a partir de ceullas usadas.

-

   
---