Aeronaves do mesmo tipo ou relacionadas:

Mariner
Aeronave não tripulada UAV
Sky Warrior
Aeronave de combate não tripulada UCAV
Reaper (MQ-9A)
Aeronave de combate não tripulada UCAV
Predator-A (MQ-1)
Aeronave de combate não tripulada UCAV
Avenger
Aeronave de combate não tripulada UCAV

Avenger
Aeronave de combate não tripulada UCAV (General Atomics)
Avenger

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 12.5 M
Envergadura: 20.12 M
Altura: 0
1 x motores Pratt & Whitney PW545B
Potência total: 2160 Kgf
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 0 Kg
Peso máximo/descolagem: 0 Kg
Numero de suportes p/ armas: 4
Capacidade de carga/armamento: 1500 Kg
Tripulação : 0
Passageiros: a
Velocidade Maxima: 900 Km/h
Máxima(nível do mar): 720 Km/h
De cruzeiro: 450 Km/h
Autonomia standard /carregado : 7000 Km
Autonomia máxima / leve 9000 Km.
Altitude máxima: 21000 Metros


- - -

Forum de discussão

O «Avenger», ou Predator-C representa a evolução da linha de veículos aéreos não tripulados da General Atomics para a propulsão a jacto.

As armas utilizadas por esta aeronave não deverão ser diferententes das do modelo anterior. Ele continuará a ter uma função de apoio a tropas no terreno.

A principal diferença relativamente ao Predator-B está naturalmente na utilização de um motor a jacto em substituição do turbo propulsor a hélice.
Mas para lá disso, a aeronave foi completamente redesenhada, para permitir reduzir a sua assinatura perante radares inimigos e acima de tudo perante mísseis anti-aéreos. O Avenger possui lemes em ângulo de 17º e características «Stealth» copiadas das mais recentes aeronaves de combate.

O novo motor permite ao «Avenger» atingir uma altitude máxima superior a 20 000m (operacional de 18,000) e esta capacidade deverá permitir no futuro que o Avenger utilize bombas de queda livre controladas por GPS, que são quase tão leves quanto os mísseis anti-tanque, muito mais baratas e tão ou mais eficientes contra alvos fixos.

Sabe-se também que o fabricante está a desenvolver a aplicação de um gancho de retenção e asas dobráveis, o que permite concluir que o Predator-C está a ser desenvolvido para utilização a partir de porta-aviões.

O Avenger conta com um espaço para o transporte de armamento que fica dentro do avião, de forma a reduzir a assinatura-radar. Esse espaço pode também ser utilizado para acomodar um radar de de abertura sintética.

Vigilância electrónica mais barata
O Avenger, com a sua capacidade de transporte, também deverá ser utilizado para vigilância electrónica, mantendo-se permanentemente em contacto com um sistema central, vários destes UAV permitem dar a uma força, uma fenomenal quantidade de informação em tempo real. O Avenger quando equipado com um radar de abertura sintética, terá capacidade para obter dados em 3D, permitindo dar uma perspectiva tridimensional do campo de batalha, ou então uma visão muito mais completa e imediata da área em torno de um grupo de batalha da marinha norte-americana.



Alguns dos dados são estimativas. A velocidade máxima foi estimada em 720km/h por umas fontes e por ate 900km/h por outras. Os valores sobre a altitude máxima desta aeronave também são contraditórios.

Informação genérica:
As aeronaves não tripuladas Predator, Sky Warrior e Mariner e Reaper representam desenvolvimentos distintos de um mesmo tipo de arma não tripulada.

O Predator foi a primeira aeronave não tripulada com capacidade para transportar armamentos.

Há várias derivações de modelos com a mesma origem.

A primeira versão do Predator tem dois modelos principais:

Predator-A: a versão base que entrou ao serviço em 1996.

Sky Warrior, uma versão mais recente do Predator-A com maior capacidade para transporte de armamentos. Esta versão tem em vista conseguir produzir um UAV com as mais recentes tecnologias mas a um preço mais reduzido.

Além das versões mais pequenas (e também mais económicas) há depois um tipo de aeronave bastante maior, construida como um Predator de maiores dimensões e do qual resultaram:

Predator-B / Reaper Caracteriza-se por uma configuração diferente dos lemes e maiores dimensões.

Predator B / Mariner: Uma versão do Predator-B adaptada para utilização naval

Predator B / Altair: Versão de pesquisa cientifica,
baseada no Predator B

Entrando na era do jacto

Predator C / Avenger
Presentemente encontra-se em estudo o Predator-C, que deverá ter um motor a turbina em vez de hélice. Espera-se que tenha ainda mais capacidade de transportar armamentos e maior autonomia.



Nota sobre a autonomia da aeronaves:
A autonomia de um UAV pode ser medida em horas, à velocidade de cruzeiro, a que a aeronave normalmente se desloca em operação. A autonomia em horas, é multiplicada pela velocidade de cruzeiro para se obter a autonomia em km. A autonomia para translado, normalmente não se aplica nestes casos, mas será sempre limitada pelos sensores e sistemas de controle e comunicação e nunca pelo consumo do motor.

-

   
---