Dados sobre utilizadores deste modelo
França

Aeronaves do mesmo tipo ou relacionadas:

SA-330C Puma
Helicóptero de transporte
AS-532 «Cougar» / AS-332 «Super Puma»
Helicóptero de transporte
EC-725 «Cougar»
Helicóptero de transporte

EC-725 «Cougar»
Helicóptero de transporte (Eurocopter (EADS))
EC-725 «Cougar»

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 19.5 M
Envergadura: 16.2 M
Altura: 4.97
2 x motores Turbomeca Makila-2A
Potência total: 4827 HP/CV
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 5330 Kg
Peso máximo/descolagem: 11000 Kg
Numero de suportes p/ armas: 0
Capacidade de carga/armamento: 5670 Kg
Tripulação : 1+1
Passageiros: 24 a 29
Velocidade Maxima: 306 Km/h
Máxima(nível do mar): 306 Km/h
De cruzeiro: 270 Km/h
Autonomia standard /carregado : 857 Km
Autonomia máxima / leve 1450 Km.
Altitude máxima: 6000 Metros


- - -

Forum de discussão

O EC-725 é um desenvolvimento do helicoptero AS-332 «Cougar» e foi resultado da conclusão retirada de testes efectuados nos finais dos anos 90 que permitiram concluir que o modelo 332/Cougar não apresentava as características necessárias para a sua utilização como helicóptero para operações de combate e de busca e salvamento.

Tendo em consideração as deficiências apontadas ao «Cougar» original, o EC-725 tem um novo rotor com um conjunto de cinco pás contra quatro no «AS-332» Cougar.

O primeiro voo deste modelo ocorreu em 27 de Novembro de 2000, com a primeira encomenda para a Força Aérea Francesa a ter lugar em 2002.

O «Super Cougar» tem capacidade para operar com qualquer considção atmosférica de dia ou de noite. O rotor e as pás podem receber blindagem adicional para o proteger de disparos a partir de terra.

A versão de transporte de tropas presentemente disponível pode transportar 28 militares para além da tripulação.
A versão de evacuação médica pode transportar 12 macas.
Uma versão VIP pode transportar até 12 passageiros.

Adaptação para combate
Podem ser adaptados lançadores de foguetes de 68mm, ou dois pods cada um com um canhão GIAT de 20mm

Informação genérica:
A família Puma / Super Puma, apareceu no inicio dos anos 60, tendo os trabalhos começado em 1963. O projecto transformou-se em projecto internacional quando os britânicos aderiram no final da década.

O principal problema apontado ao Puma, era a pouca potência dos seus motores, o que levou à produção de uma versão maior e melhor equipada.

Surge assim o AS-332 Super-Puma ou «Cougar».
O desenvolvimento desse «novo» helicóptero teve inicio no final dos anos 70, tendo como principal objectivo o mercado civil, o que resultou numa aeronave maior e com capacidade para transportar 26 passageiros, contra uma capacidade de 18 no Puma.

Além dos operadores europeus, os helicópteros do tipo Puma e Super-Puma estão ao serviço em outras regiões do mundo, desde a América do Sul, onde é utilizado por Brasil e Argentina, à Ásia, onde é utilizado por países como a China passando pela África, onde está em operação em países como a Nigéria ou o Togo.

Versões

EC-225 / Super Puma Mk II +
Esta é uma versão de maior alcance (857km) do Super Puma, com rotor de cinco pás, dispositivos para reduzir a vibração desenhada especialmente para operaçao civil. Voou pela primeira vez no ano 2000 e começou a operar a partir de 2004. A aeronave está configurada para transportar dois pilotos e 1 funcionário de cabine, além de 19 a 24 passageiros (8 na versão de transporte VIP).
A principal utilidade destas aeronaves tem sido o transporte de e para plataformas de exploração de petróleo a longa distância.


EC-725
Um refinamento adicional da familia de helicópteros Cougar, com motores mais potentes, maiores dimensões e superior capacidade de transporte

-

   
---