Aeronaves do mesmo tipo ou relacionadas:

EC-655 HAD «Tiger»
Helicóptero de ataque
EC-655 UH «Tiger»
Helicóptero de ataque

EC-655 UH «Tiger»
Helicóptero de ataque (Eurocopter (EADS))
EC-655 UH «Tiger»

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 14 M
Envergadura: 13 M
Altura: 5.2
1 x motores MTR-390
Potência total: 2375 HP/CV
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 0 Kg
Peso máximo/descolagem: 6000 Kg
Numero de suportes p/ armas: 2
Capacidade de carga/armamento: 1650 Kg
Tripulação : 1+1
Passageiros: a
Velocidade Maxima: 290 Km/h
Máxima(nível do mar): 270 Km/h
De cruzeiro: 261 Km/h
Autonomia standard /carregado : 600 Km
Autonomia máxima / leve 800 Km.
Altitude máxima: Não disponível


- - -

Forum de discussão

O EC-655 UH, é a versão do helicóptero Tiger adaptada às necessidades e exigências das forças armadas alemãs, embora também tenha uma versão adaptada para a França (HAC - Helicopter Anti Char).

Os alemães optaram por um armamento um pouco mais pesado com maior capacidade anti-tanque, mas removendo o canhão de 30mm no nariz da aeronave.

Assim, o EC-655-UH pode transportar o míssil anti-tanque de nova geração «PARS-3» embora inicialmente tenha sido utilizado o míssil HOT.
Em vez de foguetes de 68mm os alemães utilizam o foguete de calibre 70, que é basicamente idêntico.
Ao invés do Mistral, os alemães equiparam os helicópteros com mísseis AIM-92 «Stinger».

Entre as características distintivas desta versão do helicóptero «Tiger» está o mastro do sistema Osiris.

Informação genérica:
O «Tiger» é o resultado dos estudos efectuados por alemães e franceses para a concepção de uma aeronave de asa rotativa que pudesse não só substituir alguns dos helicópteros ao serviço, como além disso prover as forças daqueles países com um helicóptero moderno especializado em ataque ao solo
O acordo entre alemães e franceses foi assinado em Novembro de 1989 para o desenvolvimento da aeronave.

Vários problemas de desenvolvimento e problemas financeiros atrasaram o projecto do Tiger de tal forma que ele só começou a ser entregue depois do ano 2000. Os primeiros Tiger foram entregues às forças armadas alemãs em 2001 e às forças armadas francesas em 2003.

O primeiro objectivo do Tiger, era a subsituição de helicopteros ligeiros de ataque que estavam ao serviço.
Aeronaves como o Gazelle francês e o Bo-105 alemão, que sendo inicialmente desenhados para transporte, foram posteriormente adaptados para transportar e disparar foguetes ou mísseis e para servirem de sistemas de tiro para canhões aerotranpsortados.

Além dessa função, o Tiger também deveria contar com uma versão «Gunship», ou seja, uma versão dedicada ao ataque contra formações blindadas. Esta versão deveria estar equipada com um canhão e também com mísseis anti-tanque.

O resultado foi um helicóptero ligeiro de ataque com dois lugares com capacidade para operações de poio aéreo aproximado e operações de ataque contra formações blindadas.

No desenvolvimento dos helicópteros Tiger, foi dedicada especial atenção ao peso e à capacidade de sobrevivência. Os pilotos podem ejectar-se em caso de necessidade.
Onde possível, foram utilizados materias plásticos compostos, especialmente resistentes mas com peso reduzido, o que também contribuiu para manter o peso da aeronave dentro dos limites estabelecidos.

Os modelos previstos, tenderam no entanto a convergir quase para um modelo normalizado de helicóptero, com capacidades idênticas, que pode ser utilizado de forma polivalente.

-

   
---