Dados sobre utilizadores deste modelo
Alemanha
França

C-160
Aeronave de transporte médio (MBB / EADS)
C-160

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 32.4 M
Envergadura: 40 M
Altura: 11.6
2 x motores Rolls Royce Tyne Mk.22
Potência total: 12200 HP/CV
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 29000 Kg
Peso máximo/descolagem: 51000 Kg
Numero de suportes p/ armas: 0
Capacidade de carga/armamento: 16000 Kg
Tripulação : 3
Passageiros: 80 a 93
Velocidade Maxima: 510 Km/h
Máxima(nível do mar): 480 Km/h
De cruzeiro: 495 Km/h
Autonomia standard /carregado : 1853 Km
Autonomia máxima / leve 3000 Km.
Altitude máxima: 8230 Metros


- - -

Forum de discussão

O desenvolvimento do Transal começou após um entendimento inicial entre as forças aéreas da França da Itália e da Alemanha, para encontrar um substituto e complemento para o N-2501 Noratlas e para o Fairchild C-119G (de configuração equivalente).

O desenvolvimento tem por isso inicio em 1958, embora os alemães não tivessem pressa porque ainda estavam a entrar ao serviço os Noratlas e os italianos não dispunham imediatamente dos recursos para participar no projecto.

O resultado foi que o projecto foi desenvolvido de forma mais lenta que o que seria de esperar e acabou ficando reduzido à participação da França e da Alemanha, pois na Itália a FIAT conseguiu garantir a adopção do modelo G-222. Entretanto, a África do Sul e a Turquia associaram-se ao projecto. Os alemães previram a compra de 110 exemplares, os franceses encomendaram 50 e os sul africanos 9 exemplares.

Por se tratar do primeiro projecto transnacional de cooperação no desenho de uma aeronave, os atrasos foram ainda maiores, porque os objectivos das várias forças não eram coincidentes.

O primeiro voo do Transall só ocorreu em 25 de Fevereiro de 1963 em França, mas o desenvolvimento prosseguiu lentamente. O fim da guerra na Argelia tinha deixado a frota de Noratlas disponível na França e o Transall não era urgente. Até 1967 foram produzidos seis exemplares de pré-série. A produção em série prosseguiu depois até 1972.
Após as encomendas iniciais a França encomendou mais 29 aeronaves de uma versão modernizada C-160NG em 1977.

O Transall é ligeiramente mais pequeno que o Lockeed C-130 embora a sua autonomia seja inferior, tratando-se de uma aeronave bimotor.
Essa limitação foi aceitaval, porque a aeronave deveria operar no relativamente limitado espaço aéreo europeu.

Ele não foi no entanto um sucesso comercial. Além dos alemães e dos franceses, adquiriram o avião os sul-africanos e os turcos. O seu principal concorrente foi sempre o C-130 norte-americano, visto como geralmente superior, por causa da sua maior capacidade de carga e maior autonomia.

Tendo entrado ao serviço durante os anos 70 está prevista a substituição gradual dos Transall por aeronaves de maior porte fabricadas pela Airbus. No entanto, o modelo A-400 tem sofrido ainda mais atrasos no seu desenvolvimento que o Transall. O resultado foi a necessidade de manter as aeronaves em serviço durante mais tempo.

Informação genérica:
- - -

-

   
---