JL-9 / FTC2000
Aeronave de treino avançado (Guizhou GAIC)
JL-9 / FTC2000

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 14.55 M
Envergadura: 8.32 M
Altura: 4.1
1 x motores WP-13F
Potência total: 6450 Kgf
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 4960 Kg
Peso máximo/descolagem: 9800 Kg
Numero de suportes p/ armas: 5
Capacidade de carga/armamento: Kg
Tripulação : 1+1
Passageiros: a
Velocidade Maxima: 1900 Km/h
Máxima(nível do mar): 750 Km/h
De cruzeiro: 800 Km/h
Autonomia standard /carregado : 800 Km
Autonomia máxima / leve 1500 Km.
Altitude máxima: 16000 Metros


- - -

Radares
- SELEX Sistemi Grifo-7 - Multi-modo/Pulso Dopler (Alcance médio: 0Km)

Forum de discussão

O JL-9 é um avião de treino avançado, desenvolvido pela Guizhou Aircraft, a qual já tinha desenvolvido o anterior JJ-7 um derivado com dois lugares do caça J-7, o MiG-21 chinês.

O JL-9, é apresentado como uma nova aeronave, mas aparentemente ele é na realidade uma versão muito revista do anterior JJ-7.

Ele parece ter recebido muitas modificações que foram incluidas no caça FC-1, um caça de combate também derivado do MiG-21 chinês.

Entre as várias caracteristicas alteradas estão as duas tomadas de ar laterais em substituição da tomada de ar central típica dos MiG-21 que não permitia a utilização de um radar mais eficiente.

A posição dos dois lugares também foi revista, dando muito maior visibilidade ao instrutor, que normalmente voa no banco traseiro.

No entanto, o motor do modelo anterior foi mantido, garantindo assim que o custo da aeronave se mantem dentro de limites aceitaveis, ainda mais que a industria Guiizhou aparenta estar interessada na possibilidade de vender a aeronave para exportação.

Embora pequeno o JL-9 é baseado no MiG-21 e pode ser equipado para operações militares de baixa intensidade nomeadamente operações de ataque ao solo.

A electrónica foi modernizada, com a inclusão de um sistema HUD e capacidade para ligação de dados, mas de resto ele apresenta poucas novidades relativamente ao anterior JJ-7.

A aeronave destina-se principalmente ao treino de pilotos para as aeronaves de caça J-7 FC-1 e J-10.
Especula-se porém que o JL-9 não é adequado para operar como avião de treino avançado para pilotos do caça J-11 (Su-27 Flanker).

O JL-9 voou pela primeira vez em 13 de Dezembro de 2003 e foi avaliado pelos militares chineses entre 2004 e 2005. Foram encontrados algumas falhas, que foram corrigidas e o avião revisto voltou a voar em 23 de Agosto de 2006.

Informação genérica:
- - -

-

   
---