Dados sobre utilizadores deste modelo
Arabia Saudita
Italia
Alemanha
Reino Unido



Aeronaves do mesmo tipo ou relacionadas:

Tornado IDS
Caça bombardeiro
Tornado ADV
Caça de superioridade aérea

Tornado IDS
Caça bombardeiro (Panavia)
Tornado IDS

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 18.08 M
Envergadura: 13.9 M
Altura: 5.95
2 x motores Turbo-Union RB199-34R Mk.103
Potência total: 14220 Kgf
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 13890 Kg
Peso máximo/descolagem: 27987 Kg
Numero de suportes p/ armas: 9
Capacidade de carga/armamento: 9819 Kg
Tripulação : 2
Passageiros: 0 a 0
Velocidade Maxima: 2600 Km/h
Máxima(nível do mar): 1100 Km/h
De cruzeiro: 850 Km/h
Autonomia standard /carregado : 2780 Km
Autonomia máxima / leve 3600 Km.
Altitude máxima: 15250 Metros


- - -

Canhões / Metralhadoras
- 2 x 27mm Mauser BK-27 (Calibre: 27 )

Forum de discussão

O Tornado IDS (InterDictor Stryke) é um caça-bombardeiro europeu, concebido no final dos anos 60 e inicio dos anos 70 do século XX. O objectivo deste sistema de armas era o de permitir aos paíse europeus efectuar contra-ataques profundos a baixa altitude contra as tropas do Pacto de Varsóvia, quando estas invadissem a Europa Ocidental.

Ao contrário de outras aeronaves de ataque, o Tornado era uma aeronave supersónica, com capacidade para transportar uma considerável quantidade de armas e efectuar ataques, beneficiando da configuração da sua asa de geometria variável.

Além de poder operar como um caça ele tem capacidade para transportar mais de 9 toneladas de bombas, o IDS tinha mais capacidade de bombardeamento que o bombardeiro pesado B-29 da II guerra mundial.

A mais importante capacidade do Tornado, era a sua probabilidade de sobrevivência e evasão a sistemas anti-aéreos, bem como a capacidade para efectuar bombardeamentos nocturnos.
Ele também foi o primeiro avião de combate do mundo a incorporar sistemas de controlo «Fly By Wire»

O Tornado nunca foi uma aeronave que atraísse entusiastas, por causa das suas linhas pouco agradaveis, mas se o avião não ganhou nunca concursos de beleza, ganhou um grande numero de competições internacionais quando se tratava de ataques de precisão em condições de tempo desfavoráveis ou de noite.

No entanto, quando foi utilizado operacionalmente contra o Iraque em 1991 o Tornado mostrou ser vulneravel ao fogo de artilharia anti-aérea quando participava em missões a baixa altitude e baixa velocidade.
Por causa disso a aeronave passou a efectuar missões a altitude mais elevada utilizando bombas guiadas por laser.

Os britânicos referem-se aos Tornado IDS como GR.1 a GR.4. A versão GR.4 sendo a mais recente e resultado do último MLU (Mid-life update) feito à aeronave.

MLU

Todos os quatro países que adquiriram a aeronave, submeteram parte dos seus aviões a processos de modernização depois do ano 2000.

A maior parte das aeronaves receberam novos sistemas de gestão de dados de combate permitindo a integração de novos armamentos, mísseis HARM e KORMORAN, Paveway-III integrando igualmente pods do tipo Litening-II.

Informação genérica:
As aeronaves Tornado foram desenvolvidas pelo consórcio europeu Panavia, criado em 1969 para desenvolver uma aeronave com capacidade de bombardeamento, e elevada velocidade.

Considerava-se que o principal calcanhar de Aquiles dos soviéticos era a sua deficiente organização logística, a qual, se fosse atacada poderia ficar debilitada, condicionando assim o avanço das forças do Pacto de Varsóvia.

Existem três versões diferentes da aeronave:

Tornado IDS - Versão inicial, destinada a operações de ataque ao solo, como caça-bombardeiro.

Tornado ECR - Versão menos numerosa e especialmente adaptada para atacar defesas aéreas inimigas.

Tornado ADV - Versão de superioridade aérea adaptada para a utilização de mísseis ar-ar e combate contra outras aeronaves.

-

   
---