Aeronaves do mesmo tipo ou relacionadas:

An-24 «Coke»
Aeronave de transporte ligeira
An-26 «Curl»
Aeronave de transporte ligeira
An-32 «Cline»
Aeronave de transporte ligeira
Y-7
Aeronave de transporte ligeira
An-140
Aeronave de transporte médio

An-140
Aeronave de transporte médio (Antonov - Aviant)
An-140

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 22.6 M
Envergadura: 24.51 M
Altura: 8.23
2 x motores Klimov TV3-117VMA-SB2
Potência total: 5000 HP/CV
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 12810 Kg
Peso máximo/descolagem: 19150 Kg
Numero de suportes p/ armas: 0
Capacidade de carga/armamento: 7000 Kg
Tripulação : 2
Passageiros: 48 a 52
Velocidade Maxima: 700 Km/h
Máxima(nível do mar): 575 Km/h
De cruzeiro: 460 Km/h
Autonomia standard /carregado : 1380 Km
Autonomia máxima / leve 2420 Km.
Altitude máxima: 7600 Metros


- - -

Forum de discussão

Desenhado pelos gabinetes de desenvolvimento Antonov, o modelo 140 é o substituto direto da linha An-24, desenvolvida nos anos 60/70 do século XX.

Como a aeronave que vem substituir, o An-140 tem capacidade para operar a partir de pistas com pouca preparação ou apoio, pistas de terra batida. Possui para o efeito um trem de aterragem reforçado, que por isso também dá à aeronave capacidade para transporte militar.

O desenvolvimento do An-140 teve inicio em 1993, pouco depois do colapso da União Soviética. Os trabalhos decorreram até 1997, altura em que se realizou o primeiro voo. A primeira aeronave de pré produção saiu da linha de montagem de Karkov na Ucrânia em 1999.

O sucesso comercial da aeronave foi no entanto reduzido. Apenas linhas internas ucranianas adquiriram o modelo e apenas quatro exemplares foram produzidos para uma empresa russa.

Empresas regionais iranianas, que têm dificuldade em adquirir aeronaves ocidentais também adquiriram alguns exemplares.
No inicio de 2011 apenas 23 exemplares tinham sido entregues a companhias aéreas, embora em Junho tenha sido anunciada uma encomenda de sete exemplares pelo governo da Russia, que adquiriu a versão para transporte militar An-140-100.

Do total de 30 exemplares produzidos na Ucrânia, cinco perderam-se em acidentes, três dos quais resultaram na morte de todos os ocupantes.

Alternativamente o An-140 pode ser equipado com motores Pratt & Whitney PW127, mas como essa configuração não está certificada/homologada, será necessário que um eventual interessado assuma o custo da homologação. De outra forma a aeronave não poderá operar.

Os motores Klimov utilizados pelo An-140 são ligeiramente menos potentes que os utilizados nos outros modelos da familia an-24/An-32. Este fato explica-se pela necessidade de instalar motores com consumo mais eficiente.


Hesa IrAn-140
O Irão adquiriu uma licença para a montagem local desta aeronave, que foi designada IrAn-140 (Iranian An-140). Dezasseis exemplares foram produzidos, tendo-se perdido dois deles em acidentes, um dos quais fatal.

As autoridades iranianas anunciaram a intenção de produzir até 100 exemplares da aeronave. A industria iraniana terá alegadamente capacidade para produzir uma aeronave por mês.

Informação genérica:
As aeronaves de transporte An-24 a An-32 representam uma familia de aeronaves de transporte ligeiro/médio desenhada na União Soviética no final dos anos 50 e que ficou operacional no inicio dos anos 60.

A família Antonov 24 (contemplando do An-24 ao An-32) é equivalente às aeronaves do tipo DHC-5 Buffalo, e as mais recentes versões podem ser comparadas a aeronaves como o C-235 da EADS/CASA.

A família divide-se em vários grupos de entre os quais se distinguem :

An-24 - Uma aeronave inicialmente prevista para o transporte de passageiros e carga.

An-26 - Um derivado do An-24, com modificações pedidas pelos militares para melhorar as suas capacidades. A principal diferença está na inclusão de uma porta traseira que permite a rápida carga e descarga de materiais e homens.

An-30 - Um versão derivada do An-26, com motores de maiores dimensões, para aplicações específicas como a vigilância aérea. A maior potência dos motores permite um tecto operacional mais elevado.

An-32 - A última das derivações do An-26, caracteriza-se pela utilização de motores maiores e colocados numa posição elevada, para permitir a sua utilização em pistas não preparadas, característica muito útil especialmente em África.

Com o fim da União Soviética, a principal fábrica das aeronaves Antonov passou para o controlo da República da Ucrânia. A Rússia passou então a dar preferência às aeronaves de transporte de origen russa, de fabricantes como a Tupolev e Illiyushin.



A China também produziu as suas versões desta aeronave, que são conhecidas como Y-7

Em 1993, começou um projeto para desenvolver um sucessor do An-24, conhecido como An-140

-

   
---