Aeronaves do mesmo tipo ou relacionadas:

B777-200
Aeronave comercial Longo Alcance
B777-300
Aeronave comercial Longo Alcance

B777-200
Aeronave comercial Longo Alcance (Boeing)
B777-200

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 63.7 M
Envergadura: 60.9 M
Altura: 18.6
2 x motores PW 4077
Potência total: 69300 Kgf
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 134800 Kg
Peso máximo/descolagem: 247200 Kg
Numero de suportes p/ armas: 0
Capacidade de carga/armamento: 0 Kg
Tripulação : 2
Passageiros: 301 a 440
Velocidade Maxima: 984 Km/h
Máxima(nível do mar): Não disponível
De cruzeiro: 950 Km/h
Autonomia standard /carregado : 9000 Km
Autonomia máxima / leve 9700 Km.
Altitude máxima: 13140 Metros


- - -

Forum de discussão

O primeiro modelo do Boeing 777, destinou-se essencialmente ao mercado doméstico norte-americano. Esse mercado pretendia aeronaves para as ligações costa a costa e outras ligações de grande densidade, embora a aeronave também pudesse ser utilizada em ligações com a Europa.
A capacidade da aeronave era de 301 (rotas de até 9,000km) até 440 passageiros (rotas de até 5,000km).

Naturalmente, o primeiro cliente foi americano. No caso, a United Airlines que recebeu o seu primeiro exemplar em 15 de Maio de 1995. A empresa teve que treinar os seus pilotos e aguardar a certificação ETOPS que só foi atribuida duas semanas depois, a 30 de Maio. Com essa certificação o 777 fez o seu primeiro voo comercial em 7 de Junho de 1995 entre Londres e Washington.

Embora o 777 base fosse suficiente para atravessar o Atlântico e efetuar voos costa a costa nos Estados Unidos, a Boeing pretendia atingir outros mercados, pelo que quase paralelamente ao 777-200 foi desenvolvido o 777-200ER (extended range). Este modelo podia ligar as cidades da costa leste (S.Francisco e Los Angeles) à Europa. Este modelo era especialmente destinado às empresas europeias, mas também se destinava aos mercados emergentes do médio oriente.Os clientes preferenciais eram as empresas europeias e também as empresas do médio oriente. Com uma autonomia para 14.210km o 777-200ER podia competir com os recentemente lançados Airbus A340 e A330, bem assim como com os mais antigos Airbus A310.

Tendo voado pela primeira vez em Outubro de 1996, o 777-200ER é o mais fabricado dos 777-200. O seu primeiro voo comercial foi efetuado pela British Airways em 9 de Fevereiro de 1997, quatro meses após o primeiro voo desta versão.

Uma década depois do lançamento das primeiras duas versões, foi lançado em 2006 o 777-200LR (Long Range). Esta aeronave tem um alcance operacional máximo na casa dos 17,000km, tornando-se na altura na aeronave comercial com maior alcance operacional.
A aeronave destinava-se a voos longos, desde o sudoeste asiático para a Europa e os Estados Unidos.

Em 29 de Fevereiro do ano 2000 a Boeing anunciou uma nova versão chamada 777-200LR (Long Range), exactamente no mesmo dia em que anunciou o B777-300ER (Extended Range)

tem menor capacidade de carga, dado ter que transportar maior quantidade de combustível.

B777-100
No final da década de 1990, a pedido da Singapore Airlines, a Boeing estudou o desenvolvimento de uma versão curta para apenas 250 passageiros.
O projeto não teve seguimento porque tal aeroanve teria a mesma capacidade do Boeing 767-300, que estava no mercado desde 1986.

Informação genérica:
O projeto que viria a resultar no Boeing 777 começou a ser desenvolvido em 1986, numa altura em que a Boeing vendia o super Jumbo 747, mas debatia-se com os aviões do tipo Widebody como o Tristar da Lockeed e o DC-10/MD-11 da McDonnell Douglas, que eram menores mas tinham a preferência de várias companhias aéreas, que achavam o Boeing 767 demasiado pequeno.
Aliás, inicialmente o projeto foi conhecido como B-767X, numa indicação de que o novo Boeing seria uma versão aumentada do 767.

O acabaria por ser bastante diferente e com o projeto terminado a Boeing começou a promove-lo junto das companhias aéreas a partir de 8 de Dezembro de 1989.

Para combater os rivais com três motores a Boeing optou por construir um avião com apenas dois motores, o que inicialmente levantou problemas por causa das regras sobre sobrevoo de oceanos com aviões de dois motores a mais 60 minutos de voo de distância do aeroporto mais próximo «ETOPS».

A Boeing pretendia começar a voar sobre os oceanos imediatamente, quando as regras de segurança implicavam que essa certificação só era concedida após provas reais de uma aeronave em centenas de voos mais curtos. O Boeing 777 foi por isso o primeiro avião a conseguir uma certificação ETOPS para 3 horas de distância do aeroporto mais próximo.

O desenvolvimento foi completamente feito por computador, utilizando um sistema chamado CATIA, em que as peças são desenhadas individualmente e depois montadas num ambiente virtual.

O primeiro Boeing 777 ficou pronto em Dezembro de 1993 e o primeiro voo ocorreu em 12 de Junho de 1994.

As várias versões do 777 são as seguintes:

777-100 - Versão curta cancelada

777-200 - Versão inicial de produção (até 440 pax)

777-200ER - Versão de longo curso, mas combustível e autonomia

777-200LR - Versão de ultra longo curso 16853km.

777-250ER - Versão estudada em 2002, posteriormente cancelada

777-300 - Versão alongada do 777-200 (até 550 pax)

777-300ER - Versão de longo curso lançada no ano 2000

777-400 - Versão extendida, cancelada no ano 2000.

777-8X - Modernização do 777-300ER

777-9X - Versão alongada, em desemvolvimento em 2014.

-

   
---