Aeronaves do mesmo tipo ou relacionadas:

B-25 Roc
Caça bombardeiro
B-24 «Skua»
Avião de caça

B-25 Roc
Caça bombardeiro (Blackburn)
B-25 Roc

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 10.67 M
Envergadura: 14.02 M
Altura: 3.79
1 x motores Bristol Perseus XII
Potência total: 0
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 2276 Kg
Peso máximo/descolagem: 3992 Kg
Numero de suportes p/ armas: 0
Capacidade de carga/armamento: Kg
Tripulação : 2
Passageiros: 0 a 0
Velocidade Maxima: 315 Km/h
Máxima(nível do mar): Não disponível
De cruzeiro: 0 Km/h
Autonomia standard /carregado : 0 Km
Autonomia máxima / leve 1287 Km.
Altitude máxima: 5400 Metros


- - -

Canhões / Metralhadoras
- 4 x 7.7mm / Browning M1919 (Calibre: 7.7 )

Forum de discussão

Derivado do Blackburn Skua e desenvolvido pela Blackburn, o B-25 Roc foi fabricado pela Boulton-Paul, que também produzia o modelo «Defiant».

Como o modelo Defiant, o Roc estava equipado com uma torre rotativa operada electricamente, tendo sido aliás o primeiro avião da Royal Navy a utilizar este tipo de sistema.

O primeiro Roc voou em 23 de Dezembro de 1938 e entrou ao serviço em 4 de Abril de 1939, mas já antes disso as suas prestações tinham sido consideradas insuficientes.

O Roc, com a sua torre desenvolvida pela Boulton-Paul era mais pesado que o Skua e por isso era ainda mais lento que aquele.

A torre demonstrou ser uma opção inadequada para o combate aéreo e o seu conceito resultou num fracasso (extensivel ao Defiant).

A aeronave podia ser equipada com flutuadores, embora apenas três exemplares tenham sido produzidos nessa versão.

As aeronaves foram colocadas em unidades baseadas em terra, mas foram retiradas de serviço de primeira linha em Junho de 1940, pouco mais de um ano após terem entrado ao serviço. A principal razão para isto, foi o inicio da batalha de Inglaterra, altura em que as suas péssimas performances o tornariam um alvo fácil para os caças alemães Me-109 que operavam do outro lado do Canal da Mancha.

Como caça-bombardeiro o Roc era completamente inadequado e a sua unica utilidade era a capacidade que tinha para efetuar operações de ataque em voo picado.

Dos 136 produzidos apenas um entrou em combate sendo abatido pela artilharia anti-aérea sobre o norte de França. O modelo foi relagado para missões secundárias e de treino, com vários sendo enviados para operação de segunda linha nas ilhas Bermudas.

A aeronave só foi completamente removida de qualquer serviço ativo em 1944.

Informação genérica:
Desenvolvido na Grã Bretanha na década de 1930 o Blackburn Skua rapidamente se tornou obsoleto como caça e foi utilizado como bombardeiro de voo picado até ser retirado de serviço.

Paralelamente, e com base na mesma estrutura foi desenvolvido o B-25 Roc, que foi produzido não pela Blackburn (que o concebeu) mas pela Boulton.Paul, que tinha capacidade disponível.

Trata-se basicamente da mesma aeronave mas com a colocação de uma torreta, que deveria aumentar a capacidade da aeronave. O conceito acabou por não provar, já que o peso da torre tornava a aeronave ainda mais lenta que o já lento Blackburn Skua.

Tanto o B-24 Skua como o B-25 Roc foram retirados de serviço de primeira linha entre 1940 e 1941.

-

   
---