Aeronaves do mesmo tipo ou relacionadas:

F2-F
Avião de caça
F3F-2
Avião de caça

F3F-2
Avião de caça (Grumman)
F3F-2

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 7.01 M
Envergadura: 9.75 M
Altura: 2.84
1 x motores P&W R-1820-22 «Twin Wasp»
Potência total: 950 HP/CV
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 1476 Kg
Peso máximo/descolagem: 2155 Kg
Numero de suportes p/ armas: 0
Capacidade de carga/armamento: 0 Kg
Tripulação : 1
Passageiros: 0 a 0
Velocidade Maxima: 412 Km/h
Máxima(nível do mar): 376 Km/h
De cruzeiro: 0 Km/h
Autonomia standard /carregado : 1200 Km
Autonomia máxima / leve 1818 Km.
Altitude máxima: Não disponível


- - -

Forum de discussão

O F3 foi uma tentativa de aumentar as prestações do caça F2, numa altura em que os caças biplano começavam a ficar irremediavalmente obsoletos.

Embora as prestações do F2-F fossem inicialmente interessantes, a aeronave tinha demonstrado uma elevada tendência para entrar em parafuso sendo dificil de controlar. Isto tinha a ver com as dimensões da fuselagem. O avião era demasiado curto

O resultado das propostas para resolver os problemas, foi o F3. que incluia também vários refinamentos aerodinâmicos.

Naturalmente que além destas características, o novo modelo deveria contar com um motor mais potente, no caso o R-1535-84 de 700 cavalos de potência.

Mercê de um motor ligeiramente mais potente, e dos melhoramentos aerodinâmicos, o F3-F conseguia atingir uma velocidade máxima de 412km/h, contra os 372km/h do modelo F2. A baixa altitude o modelo F3F-1 atingia 346km/h.

O desenvolvimento sofreu vários problemas, nomeadamente a perda do primeiro protótipo em 22 de Março de 1935, dois dias após o primeiro voo. Um segundo protótipo foi perdido em 13 de Maio desse ano.
Ainda assim em 24 de Agosto foi colocada uma encomenda para 54 exemplares que foram entregues entre Janeiro e Setembro do ano seguinte.

Uma versão melhorada do F3F, que ficaria conhecida como F3F-2 foi proposta em 3 de Junho de 1936 ainda antes da encomenda da versão F3F-1.

Esta versão impressionou os responsáveis da marinha norte-americana por causa das suas performances, principalmente a baixa altitude, onde conseguia atingir 376km/h.

Foram encomendados 81 exemplares em 23 de Março de 1937, a que se juntou uma encomenda para mais 27 exemplares ligeiramente modificados (F3F-3, que conseguia atingir 425km/h em altitude, mas que de resto era igual ao F3F-2)

O F-3F foi retirado oficialmente de serviço de primeira linha em 1941, e totalmente retirados de serviço secundário em 1943.

Informação genérica:
Durante a década de 1930 a marinha dos Estados Unidos colocou ao serviço caças bi-plano, que ainda que naquela configuração eram relativamente modernos e eficiente, especialmente quando comparados com os seus equivalentes, nos únicos países que possuiam uma aviação naval embarcada (a Grã Bretanha e o Japão).

Grumman FF-1 / SF-1 (G-5 / G-6)
A Grumman recebeu uma encomenda para 27 exemplares do seu modelo FF-1, um biplano de dois lugares, em 19 de Dezembro de 1932.
Tratava-se do primeiro avião de caça naval com trem de aterragem retráctil, equipado com um motor de 750cv.
A melhor aerodinâmica resultado da recolha das rodas, fez com que o modelo FF-1 fosse na realidade mais rápido que alguns monoplanos da época. Mais 34 exemplares numa versão de observação (SF-1) foram encomendados em 30 de Agosto de 1932.
A aeronave esteve ao serviço entre 1933 e 1936, tendo em grande medida sido uma aeronave experimental, dado apenas um esquadrão ter sido completamente equipado com o tipo.

Grumman F2-F (G-8)
O primeiro modelo monolugar da Grumman, voou pela primeira vez em 18 de Outubro de 1933, recebendo (54+1) encomendas. A primeira entrega ocorreu em 28 de Janeiro de 1935 e esteve ao serviço até 1940.

Grumman F3-F1/F2 (G-11 / G-19)
Aprovado em 28 de Julho de 1936. O primeiro F3 voou em 20 de Março de 1935. Sofreu vários problemas de desenvolvimento embora tivessem sido colocadas 54 encomendas para 54 exemplares.
O F3-F2 foi um melhoramento do proposto F3-F1 com novo motor. Os bons resultados dos testes resultaram numa encomenda para 81 exemplares. Mais 27 encomendas foram colocadas para uma versão ainda mais poderosa, mas as performances não foram significativamente melhoradas, pelo que a carreira do modelo nos Estados Unidos terminou por aqui.

Grumman G-23
Modelo desenvolvido pela Grumman, especificamente para responder a um pedido da Republica Espanhola. Um total de 40 exemplares foram encomendados, mas apenas 34 foram entregues. Era basicamente um modelo FF-1 adaptado para operação a partir de terra.

-

   
---