Dados sobre utilizadores deste modelo
Estados Unidos da América

C-5B «Galaxy»
Aeronave de transporte pesado (Lockeed Martin)

Dimensões:Motores/ Potência
Comprimento: 75.54 M
Envergadura: 67.88 M
Altura: 19.85
4 x motores General Electric TF-39-1C
Potência total: 78000 Kgf
Peso / Cap. carga Velocidade / Autonomia
Peso vazio: 169650 Kg
Peso máximo/descolagem: 381000 Kg
Numero de suportes p/ armas: 0
Capacidade de carga/armamento: 122472 Kg
Tripulação : 6
Passageiros: 120 a 180
Velocidade Maxima: 931 Km/h
Máxima(nível do mar): 890 Km/h
De cruzeiro: 910 Km/h
Autonomia standard /carregado : 5525 Km
Autonomia máxima / leve 11400 Km.
Altitude máxima: 10900 Metros


Designação Local:C-5
País: Estados Unidos da América Qtd: Max/inicial:176 - Em serviço:94Situação: Em serviço

A Força Aérea dos Estados Unidos começaram a operar o C-5 a partir de 1970 tendo recebido inicialmente 81 unidades do C-5A.

A primeira grande utilização operacional do C-5, foi durante a guerra do Yom Kippur, em que vários países árabes efectuaram um ataque de surpresa contra Israel, e onde o apoio norte-americano da maior importância para derrotar as tropas atacantes.

A Força Aérea norte-americana recebeu mais 60 unidades da versão C-5B, que começaram a ser entregues em 1986, com a encomenda concluida em 1989.

Do total de 126 unidades em serviço, 64 são da série «A», 32 dos quais estão na situação de reserva, 60 são da série «B» e dois são da série «C», uma série especial construida para transportar peças e componentes para a NASA, desde componentes de satélites até partes do próprio «Space Shuttle».


- - -

Durante os anos 60, uma especificação da Força Aérea dos Estados Unidos foi apresentada às empresas fabricantes, para a construção de uma aeronave de grandes dimensões, destinada a permitir o transporte estratégico de equipamentos entre os Estados Unidos e a Europa, perante a possibilidade de invasão soviética.

O projecto aprovado foi o da Lockeed, que foi considerado o mais eficiente na avaliação efectuada, e o primeiro voo da aeronave ocorreu em 30 de Junho de 1968. O C-5 é um dos maiores aviões do mundo, e pode transportar até 36 paletes e 81 militares simultaneamente.
O seu compartimento de carga tem 4.11 metros de altura, uma largura de 5.79 metros e um comprimento de 43.8 metros.

No entanto, a sua principal característica consiste na capacidade de transportar uma grande variedade de equipamentos militares, entre os quais, carros de combate pesados, preparados para entrar em acção sem necessidade de grande preparação.

A aeronave tem duas enormes portas, uma à frente e uma na traseira, o que permite descarregar a aeronave muito mais rapidamente.

O C-5 Galaxy, pode ser reabastecido em voo, o que permite aumentar o alcance operacional da aeronave de tal forma que o C-5 pode efectuar transportes para qualquer ponto do mundo, desde que exista.

O C-5A continuou a ser o maior avião de transporte do mundo durante 14 anos, até ao aparecimento do An-124 da União Soviética em 1984.

C-5B
A partir de 1982, a Força Aérea dos Estados Unidos efectuou um contrato com a Lockeed para o fornecimento de mais 50 unidades do C-5, mas agora numa versão modernizada, conhecida como C-5B.

O C-5B recebem uma asa diferente, e motores General Electric TF-39-1C. O C-5B, também utilizou ligas de materiais compostos mais modernas o que tornou o avião mais leve.

A partir do ano 2000 foi iniciado um programa de modernização dos C-5A, com a substituição dos motores TF-39 por motores CF6-80C2 da General Electric. Trata-se do mesmo motor utilizado no Boeing 747, dando ao C-5 uma potência total de 108800kgf, cerca de 25% mais que os motores da versão anterior.

Além da modificação de motores, um total de 111 aeronaves vão ser submetidas a um programa de modernização chamado «AMP» ou Programa de Modernização de Aviónicos. Em Setembro de 2008, 48 de um total de 111 aeronaves já tinham sido submetidas a este programa.

Os C-5B também estão a ser submetidos à mesma modernização, e «Mid Life Update», para o padrão C-5M, com o objectivo de uniformizar todas as aeronaves disponíveis até 2014.

Informação genérica:
- - -

-