Armas relacionadas:

90mm M3 (T7)
Não aplicável
90mm M3A1 L/53
Não aplicável
90mm T39
Canhão anti-tanque

Loading

90mm M3 (T7)
Anti-tanque

Fabricante da arma: US Watervliet Arsenal
Função principal: Anti-tanque --- Calibre: 90mm
Cadência de tiro: 4 disparos p/min (max) Alcance eficaz: de 100 a 1800m
Comprimento da peça (cano): 0mm /
Peso da munição: 0grPeso da arma: 0Kg
Velocidade do projectil: 0 metros/s (max) Carregamento: Manual
1200M
1600M
2200M
3000M
Ineficaz contra infantaria

 

Utilizado pelos seguintes veículos:
Carro de combate pesado - M26 «Pershing»
Caça-tanques - M36


Esta arma é uma derivação do canhão M3, que por sua vez deriva da arma antiaérea M1A1, o primeiro armamento considerado para os carros de combate pesados do exército norte-americano durante a II guerra mundial. Foi utilizado nos carros de combate M26 Pershing, que foram utilizados apenas nos meses finais da guerra.

A arma também foi utilizada para equipar o caça-tanques norte-americano M36.

Ainda que se tratasse do armamento principal do mais pesado carro de combate ocidental a entrar em serviço nos meses finais da guerra, as prestações da arma deixavam bastante a desejar.
É normalmente aceite que para a função anti-carro, a arma era menos eficiente que a peça britânica de 76,2mm (3 polegadas) conhecida como «17 pounder» era superior, ainda que o seu calibre fosse menor.

A relativa pouca eficácia deste armamento, acabou por não ficar claramente demonstrada, dado a guerra se encontrar na fase final, tendo ocorrido poucos confrontos com carros alemães.

Descrição genérica sobre este tipo de armamento:
O armamento de calibre 90, começou a ser utilizado durante os anos 30 e 40 nos Estados Unidos, como armamento anti-aéreo.

A potência das armas anti-aéreas tornou-as a solução mais adequada para a instalação em carros de combate, onde velocidade do disparo se tornava igualmente importante para perfurar a blindagem dos carros de combte inimigos.

As armas deste calibre, em várias derivaçoes, foram utilizadas nos carros de combate norte-americanos do final da II Guerra Mundial, como o M26 Pershing, tendo sido utilizados até ao modelo M48.

Além de carros de combate principais, a arma também foi utilizada em veículos caça-tanques.

O sistema base foi o M1 antiaéreo que depois foi construido experimentalmente em grand enumero de versões.
A primeira a entrar em produção foi a versão conhetica como T7 (designada M3 no exército norte-americano).

Entre as outras versões desta arma encontram-se:
T14 - Com um freio de boca distinto
T15 - Modelo modificado, de cano longo e maior velocidade de disparo.
T18 - Uma versão do T15, com uma velocidade de disparo ainda maior, mas que só permitia um numero nmuito reduzido de disparos.
T19 - Equivalente ao T18, mas construido em material mais resistente e com uma usinagem diferente, para aumentar a resistência e a durabilidade.
T21 - Modelo de 90mm adaptado para equipar viaturas sobre rodas.

De todos estes protótipos, foi o T15 que foi julgado mais equilibrado, passando à fase de desenvolvimento, como modelo T54. No entanto, a redução dos gastos militares levou ao seu cancelamento antes de 1950.

T39 - Modelo desenvolvido propositadamente para o carro de combate M48, que ultrapassou o problema do alto nível de desgaste, com a incorporação de um sistema que permitia a substituição da arma principal com grande facilidade.


 
   
---