Armas relacionadas:

75mm KwK Mod.37 L/24
Não aplicável
75mm PAK 40 L/46
Canhão anti-tanque
75mm KwK / StuK-40 L/43
Não aplicável
75mm KwK Mod.42 L/70
Não aplicável
75mm KwK Mod.40 L/48
Não aplicável
75mm BK 7,5 (PAK-40)
Canhão anti-tanque

Loading

75mm PAK 40 L/46
Anti-tanque

Fabricante: Krupp
Função principal: Anti-tanque --- Calibre: 75mm
Cadência de tiro: 14 disparos p/min.Alcance máximo: 2.5Km
Comprimento: 3.45M / Largura: 2 - Altura: 0
Peso da munição: 6.8KgPeso do sistema: 1425Kg
Velocidade do projectil: 933 metros/s Tripulação da peça: 4

 

Utilizado pelos seguintes veículos:
Caça-tanques - Marder-II


O canhão de 75mm PaK 40, foi um canhão anti-tanque para utilização por parte da infantaria alemã durante a II guerra mundial.

Ele começou a ser desenvolvido apenas alguns meses antes do inicio do conflito, em 1939 embora os alemães não considerassem um canhão de 75mm de alta velocidade como especialmente necessário para os veículos blindados que existiam na altura.

No entanto tudo mudou a partir de Junho de 1941, quando a necessidade de um canhão que conseguisse perfurar a blindagem dos tanques T-34 e KV-1 passou a ser uma prioridade absoluta para os alemães.

O PaK-40 foi igualmente adepatado para utilização a bordo de plataformas móveis como veículos caça-tanques como os da série Marder, tendo sido produzidos cerca de 6,000 nessa versão, conhecida como PaK-40/2.

Descrição genérica sobre este tipo de armamento:
Os canhões de calibre 75, foram os mais utilizados pelas forças alemãs durante a II guerra mundial, na função anti-tanque.

Inicialmente, o calibre 75mm de 24 calibres foi utilizado nos carros de combate Panzer-IV, que foram utilizados pelos alemães em 1939 durante a invasão da Polónia e em 1940 durante a invasão da França.
Tratava-se de uma arma de apoio, e não se destinava a atacar os blindados inimigos.
O aparecimento de viaturas blindadas cada vez mais blindadas levou os alemães a utilizar munição especial e rapidamente a substituir esta arma por uma de cano mais longo.

O primeiro canhão de 75mm de cano longo e 43 calibres, apareceu no Panzer-IV F2, que foi uma solução de emergência que os alemães encontraram para contrapor ao aparecimento do carro T-34 soviético. A arma era superior à arma do T-34 dos modelos iniciais, mas o desenvolvimento do T-34 forçou os alemães a subir o patamar.

Depois do canhão de 43 calibres, surge o canhão de 48 calibres, mais longo e mais poderoso, que equipou os Panzer-IV nas versões Ausf.H e Ausf.J

A partir daí o calibre 75mm já não podia ser utilizado nas torres do Panzer IV, pelo que os modelos seguintes (mais longos) foram utilizados nos veículos caça-tanques e no poderoso carro de combate Panzer-V ou «Panther».


 
   
---