Armas relacionadas:

120mm/40 m.1886 (UK)
Não aplicável
120mm/45 QF Mk. IX/XII (m.1928)
Canhão naval

Loading

120mm/40 m.1886 (UK)
Anti-navio

Fabricante: Elswick Shpb. (Armstrong)
Função principal: Anti-navioCalibre: 120mm
Cadência de tiro: 5 disparos p/min.Alcance à superficie: 5Km
Alcance Anti aéreo: 0KmElevação máxima: 0º
Peso da munição: 23KgPeso do sistema: 0Kg
Nr. de canhões: 0Tripulação: 0

 

Países que utilizam este sistema: Portugal -

Sistema utilizado pelos seguintes navios:
Cruzador protegido Classe Almirante Reis (Portugal)
Couraçado «tipo Dreadnought» Classe Minas Geraes (Brasil)
Cruzador ligeiro Classe São Rafael (Portugal)


Peça de artilharia naval de 120mm de 4,7 polegadas, utilizada em grande numero de navios.
Esta arma foi utilizada como armamento secundário de couraçados construidos aind ano final do século XIX mas continuou a ser utilizada em várias versões, durante as primeiras duas décadas do século XX.

Além da grã Bretanha também o Japão e a Itália utilzaram e instalaram este tipo de armamento a bordo dos seus navios.
Os países que adquiriram navios italianos, também utilizaram o modelo.

Descrição genérica sobre este tipo de armamento:
Este calibre começou a ser utilizado pelos britânicos ainda durante o final do século XIX e serviu como equipamento secundário de vários couraçados do tipo pré-dreadnought.
Este tipo de armamento fabricado na Grã Bretanha foi vendido para instalação em navios de vários países.

Embora a designação do calibre da arma seja 4,7 polegadas, na realidade a arma tinha um calibre de 4,7244 polegadas. Ou seja: Trata-se de uma arma de 120mm de calibre, tendo os britânicos utilizado como referência o sistema métrico e não o sistema imperial.

As primeiras armas são referidas como Mark I, Mark II, Mark III, Mark IV e Mark VI. Todas as peças têm um cano com o comprimento de 40 calibres.
Cada um dos tipos tempequenas modificações específicas.
A arma foi também utilizada pelo exército.
A arma disparava projecteir a uma velocidade de 648m/s,

Ainda durante a I guerra foi desenvolvida uma versão designada por 4,7/45 BL (Breach Loading), com uma carga mais poderosa e que disparava projecteis com uma velocidade inicial de 814m/s

Ainda durante a fase final da I guerra mundial, foram desenvolvidas novas versões da arma, designadas QF Mk. VII, Mk VIII e Mk X.
Neste caso tratou-se da versão da arma adaptada para utilização anti-aérea, com uma velocidade do projectil de 749m/s.

Após o final da guerra, foi desenhado um novo tipo de arma de calibre 4,7/120mm que foi utilizado em contra-torpedeiros, sendo também desenvolvida uma versão específica para utilização em navios mais pequenos, designados como «Sloops», ou Avisos.
Trata-se das versões Mk.IX e Mk.XII, que entraram ao serviço por volta de 1930.

A última versão deste tipo de canhão foi a Mk.X, uma arma de 120mm e 50 calibres, que foi considerada a mais eficiente arma do tipo.

No entanto, a Royal Navy optou após o final da guerra pelo calibre 4,5 polegadas (114mm) que passou a ser standard nos navios britânicos.


 
   
---