Armas relacionadas:

Falcão / Falconete
Canhão naval
Grande Colubrina
Canhão naval
Quarto de Colubrina
Canhão naval
Meia Colubrina
Canhão naval
Colubrina
Canhão naval
Sacre
Canhão naval

Loading

Quarto de Colubrina
Anti-navio

Fabricante da arma: Varios
Função principal: Anti-navio Calibre da arma: 40mm
Peso da munição: 2KgAlcance entre 0.4 Km. e 1.5 Km.
Peso da arma: 0Kg

 


Este tipo de peça de artilharia de menor calibre, era também conhecido em Portugal como «Espera».
A razão do nome não é exactamente conhecida, no entanto não é improvável que este nome decorra das tácticas navais utilizadas pelos portuguesas contra os navios orientais de pequeno calado.

Não utilizando canhões de maior calibre contra navios de pequeno porte, a táctica mais adequada seria a de utilizar artilharia de pequeno calibre, que era essencialmente utilizada contra a tripulação dos navios que se aproximavam.

Os artilheiros, tinham no entanto que esperar que os navios inimigos estivessem dentro do alcance deste tipo de canhão, que embora certeiro, tinha um alcance menor.

Esta possibilidade é especulativa, mas não conseguimos encontrar nenhuma referência ao nome «espera» para designar uma peça de artilharia portuguesa anterior à chegada à India em 1498.
Notar que o termo espera parece também ter sido aplicado a outros tipos de artilharia ligeira, como os falcões e falconetes. Desta forma, a designação dada à arma estaria directamente ligada à táctica utilizada durante a batalha.

Descrição genérica sobre este tipo de armamento:
Designa-se normalmente por colubrina, um tipo de peça de artilharia caracterizada pelo seu longo cano e maior alcance de tiro.

No entanto, isto não implica que todas as colubrinas fossem por definição armas de pequeno calibre, porque algumas tinham capacidade para arremessar projecteis tão grandes como os canhões da mesma época.

A maior das colubrinas era a «Grande Colubrina» uma arma com capacidade para disparar um projectil de


 
   
---