Armas relacionadas:

305mm/35 Mk.8 (2x) - UK
Canhão naval
305mm/40 «G» (2x) - (J)
Canhão naval
305mm/40 Mk.9 Mod.1898 (UK)
Canhão naval
305mm/45 Mk.X / XIII - UK
Canhão naval
305mm L/50 MkXI / XII M.1906
Canhão naval

Loading

Torre 305mm/45 Mk.X / XIII - UK

Fabricante da torre: Armstrong
Função principal: Anti-navio Calibre da arma: 305mm
Cadência de tiro: 1 disparos p/min.Alcance máximo: 19Km (11.8Milhas)
Peso da munição: 385Kg Alcance Antiaéreo : 0Km
Peso da torre: 450000KgTripulação: 22
Numero de canhões do sistema:2 Elevação: 16

 

Sistema utilizado pelos seguintes navios:
Couraçado «tipo Dreadnought» Classe Agincourt (Reino Unido)
Couraçado «tipo Dreadnought» Classe Bellerophon (Reino Unido)
Couraçado «tipo Dreadnought» Classe Dreadnought (Reino Unido)
Cruzador de batalha Classe Indefatigable (Reino Unido)
Cruzador de batalha Classe Invincible (1909) (Reino Unido)
Couraçado «tipo Dreadnought» Classe Minas Geraes (Brasil)


Canhão de 305mm da primeira década do século XX, que foram instalados a bordo de vários navios construidos antes da I guerra mundial.

Num periodo de grandes mudanças em termos navais e embora fossem armas extremamente poderosas, rapidamente perderam eficácia contra os calibres maiores que entretanto começaram a ser norma.

O calibre 305 foi adoptado para a mais conhecida familia de couraçados britânicos anteriores à guerra, a classe Dreadnought.

Cada canhão poderia efectuar 220 disparos até necessitar substituição e a carga propulsora pesava 117Kg. A velocidade do projectil rondava os 831 metros por segundo

O Brasil também optou por este calibre para armar os seus couraçados, comprados antes do inicio do conflito.

Uma derivação desta peça foi conhecida como Mark XIII e tratou-se das peças de artilharia desenvolvidas para o couraçado brasileiro Rio de Janeiro, que seria colocado à venda antes de ser entregue ao Brasil.

Alguns destes canhões, foram retirados das suas torres e terminaram os seus dias como baterias de artilharia de costa.

Descrição genérica sobre este tipo de armamento:
O calibre 305mm (12 polegadas) começou a ser utilizado nos navios britânicos durante o final do século XIX e transformou-se no calibre standard dos couraçados britânicos do tipo pre Dreadnought.

O calibre evoluiu ao longo do final do século XIX e até à segunda guerra mundial, com várias derivações, tendo em consideração o aumento do alcance.

Os navios alemães equivalentes (os principais concorrentes dos britânicos) utilizavam um calibre inferior (280mm / 11 polegadas) mas considera-se que eram proporcionais aos britânicos.

Por essa razão, quando os alemães anunciaram o lançamento dos primeiros couraçados com canhões deste calibre, foi apressado o desenvolvimento do calibre 343mm (13,5 polegadas). O lançamento de novos couraçados com aquele último calibre, marcou o fim da predominância do calibre 12 nos navios britânicos.

Canhões de 305mm japoneses

As relações entre a Royal Navy e a marinha imperial do Japão, ditaram que esta última fosse essencialmente equipada com armamento de origem ou projecto britânico, ainda que as armas fossem fabricadas no Japão. Por esta razão as armas japonesas deste calibre são consideradas como armas britânicas.


 
   
---