Armas relacionadas:

76mm AK-726 L/59 (2x)
Canhão naval
76mm Mk.75
Não aplicável
76mm Super Rapid / Compact
Não aplicável

Loading

Torre 76mm AK-726 L/59 (2x)

Fabricante da torre: Soviet State Factories
Função principal: Anti-navio Calibre da arma: 76mm
Cadência de tiro: 90 disparos p/min.Alcance máximo: 10Km (6.2Milhas)
Peso da munição: 16Kg Alcance Antiaéreo : 10Km
Peso da torre: 26000KgTripulação: 0
Numero de canhões do sistema:2 Elevação: 85

 

Sistema utilizado pelos seguintes navios:
LPD - Plataforma aterragem/Doca Classe Ivan Rogov (Russia)
Fragata Classe Krivak-I (Russia)


O AK-726 foi pensado para substituir os sistemas de artilharia naval do tipo 39K ainda em serviço durante a II Guuerra Mundial.
O sistema também foi desenvolvido tendo em consideração o aumento da velocidade das aeronaves, que exigia sistemas de artilharia com grande cadência de tiro que pudessem ser utilizados contra aeronaves.

O primeiro protótipo deste sistema foi testado em 1954. O sistema só foi aceita uma década mais tarde, em 1964 e acabou por se transformar numa das armas navais mais utilizadas pela antiga União Soviética.

O sistema foi utilizado num grande numero de navios, desde patrulhas ligeiros a corvetas e fragatas e passou a contar com controlo de tiro por radar. O sistema tem tanto utilização anti-aérea como pode ser utilizado na função anti-navio, podendo atacar navios mais pequenos, patrulhas e corvetas.

O carregamento é feito por um sistema hidraulico automático e são carregadas 60 munições em cada torre prontas para disparar.

O AK-726 dispõe de duas peças de artilharia, mas também foi desenvolvida uma versão mais leve armada com apenas um peça de artilharia do mesmo calibre.

Descrição genérica sobre este tipo de armamento:
Canhões anti-aéreos de 76mm.

O calibre de 3 polegadas tornou-se standard como armamento secundário de navios principais durante a I guerra mundial, quando começou a ser utilizado como armamento anti-aéreo.

No entanto o calibre foi considerado insuficiente como arma anti-aérea, pelo que nos navios principais ele foi substituido por calibres superiores como 4 polegadas e mesmo cinco polegadas nos navios americanos.

Depoios da II guerra mundial, as peças de 76mm, montadas em torres mais modernas e mais rápidas voltaram novamente a ser consideradas.

Nos países ocidentais, o calibre de 76mm tornou-se norma mesmo em fragatas, quando o calibre de 100mm que se tinha tornado norma em algumas marinhas, como a francesa a alemã ou a portuguesa deixou de ser utilizado.


 
   
---