Armas relacionadas:

30mm AK-230 / T69
Canhão anti-aéreo
20mm M61-A1 «Vulcan»
Canhão anti-aéreo
20mm Phalanx Mk15 Block 1
Canhão anti-aéreo naval
20mm SPG-M2B «Meroka»
Canhão anti-aéreo naval
20mm Phalanx Mk 15 Block 1B
Canhão anti-aéreo naval
30mm AK-630
Canhão anti-aéreo naval
30mm SGE-30 «Goalkeeper»
Canhão anti-aéreo naval
25mm GMB-B1Z «Sea Zenith»
Canhão anti-aéreo
30mm Kashtan
Canhão anti-aéreo
30mm Type 730 / 825
Canhão anti-aéreo naval

Loading

Torre 20mm SPG-M2B «Meroka»

Fabricante da torre: Ferrol Shipyard / Navantia
Função principal: Defesa Anti-Aérea Calibre da arma: 20mm
Cadência de tiro: 1440 disparos p/min.Alcance máximo: 2Km (1.2Milhas)
Peso da munição: 0.102Kg Alcance Antiaéreo : 1.5Km
Peso da torre: 4500KgTripulação: 0
Numero de canhões do sistema:12 Elevação: 85

 

Sistema utilizado pelos seguintes navios:
Fragata de defesa aérea Classe Alvaro de Bazan (Espanha)
Porta aviões ligeiro Classe Principe de Asturias (Espanha)
Fragata Classe Santa Maria (Espanha)


O sistema de defesa aproximada «Meroka» foi desenvolvido em Espanha pela empresa FABA (hoje parte da Navantia). O sistema começou a ser desenvolvido em 1975, para responder a um pedido da marinha espanhola.

Trata-se de um sistema autónomo de defesa a curta distância com um radar integrado Lockeed PVS-2 «Sharpshooter» que consegue detectar alvos a uma distância de 5000m.
A arma dispõe ainda de um iluminador IR com o qual pode seguir o alvo.

Os oito canhões Oerlikon que compõem o sistema não estão colocados paralelamente uns aos outros, mas sim com um ligeiro angulo de forma a espalhar os projecteis.
Cada um dos oito canhões tem uma cadência de disparo de 120 tiros por minuto.
O Meroka-2 não consegue porém efectuar correcções automáticas aos disparos, porque não tem um sistema óptico que permita identificar para onde está a disparar. Além disto, a cadência de tiro do sistema, é considerada insuficiente para proteger alvos importantes contra ameaças futuras e são armazenadas apenas 60 munições por cada um dos oito canhões.

Embora esteja instalado em vários navios espanhóis, o sistema não deverá continuar a ser instalado em construções futuras..

A futura 5ª fragata do tipo Bazán, e o Navio de Projecção Estratégica «BPE» já utilizarão um sistema CIWS do tipo RAM.

Descrição genérica sobre este tipo de armamento:
O sistema CIWS Phalanx é um sistema de defesa apróximada de tiro ultra-rápido. O sistema, guiado por radar, identifica alvos que se dirijam ao navio, que sejam identificados como hostis e dispara a sua munição a uma cadência altíssima, com o objectivo de atingir directamente o alvo.


 
   
---