Armas relacionadas:

88mm FlaK-36 L/56
Canhão anti-aéreo
88mm KwK Mod.36 L/56
Não aplicável
88mm KwK Mod.43 L/71
Canhão anti-tanque
88mm FlaK-41 L/74
Canhão anti-aéreo

Loading

88mm FlaK-41 L/74
Canhão Anti-tanque

Fabricante: Rheinmetal Defense
Função principal: Canhão Anti-tanqueCalibre: 88mm
Cadência de tiro: 20 disparos p/min.Alcance à superficie: 3Km
Alcance Anti aéreo: 15KmElevação máxima: 90º
Peso da munição: 0KgPeso do sistema: 0Kg
Nr. de canhões: 0Tripulação: 0

 


O canhão anti-aéreo de 88mm, evoluiu no inicio dos anos 40 para uma nova versão, que foi considerada necessária por causa do aumento da altitude operacional das aeronaves inimigas.

A principal característica do FlaK-41 relativamente ao modelo anterior e suas derivações é a do cano mais longo, permitindo imprimir uma maior velocidade aos projecteis.

O desenvolvimento desta arma ocorreu a partir do inicio de 1941 e o desenvolvimento foi levado a cabo pela Rheinmetal-Borsig. No entanto, e embora tenham sido apresentados protótipos até ao final de 1941, só em Março de 1943 teve inicio a produção industrial da arma.

As performances do novo canhão anti-aéreo de 88mm e 72 calibres eram superiores especialmente ao nível da mecânica do sistema. O alcance da nova arma também era - como esperado - bastante maior.
A arma tinha também a capacidade para elevar o canhão até 90º e uma guarnição bem treinada podia disparar um tiro a cada 3 segundos.
Embora o alcance vertical máximo fosse de 15km, a arma era eficaz até 10km de altitude.

Sistemas auto-propulsados
A necessidade de protecção contra aeronaves por parte das forças do exército, levaram ao desenvolvimento de protótipos de sistemas anti-aéreos auto-propulsados. Esses sistemas, que tinham já sido estudados para o modelo FlaK-18/36 foram posteriormente desenvolvidos de forma a utilizar o FlaK-41, no entanto os desenvolvimentos deste sistema acabaram sendo cancelados em Janeiro de 1945, altura em que a necessidade de carros de combate para repor as perdas se tinha tornado prioritária.

Descrição genérica sobre este tipo de armamento:
A expressão «German 88» designou nos países de lingua inglesa, durante a II guerra mundial, aquele que foi provavelmente o mais famoso e mais eficiente dos canhões alemães em utilização durante aquele conflito.
Estas armas são conhecidas como FlaK, do alemão Flugabwherkanone.

Desenvolvimento secreto
Por causa das restrições que se seguiram à derrota alemã, muitas industrias resolveram mudar os seus centros de investigação para fora da Alemanha, onde podiam continuar o desenvolvimento de armas. Os alemães desenvolveram soluções de viaturas blindadas na Rússia e a Krup decidiu transferir os seus engenheiros para a Suécia, em colaboração com a industria de armamentos sueca Bofors, da qual a empresa alemã detinha cerca de 32% do capital.

Quando em meados nos anos 30 as autoridades militares alemãs solicitaram projectos para um canhão anti-aéreo móvel, o fabricante Krupp apresentou um modelo de 75mm que não foi considerado adequado.
A recusa, levará o fabricante a considerar o calibre 88mm, no que viria a ser o inicio de uma das armas de maior sucesso na Alemanha.

FlaK-18 / FlaK-36 / FlaK-37 - 88mm L/56
A primeira dessas armas foi o FlaK-18. Tratava-se de uma peça de artilharia anti-aérea transportada numa plataforma rebocada com quatro rodas, que eram removidas quando a arma era preparada para disparar.
A FlaK-18 foi pela primeira vez experimentada operacionalmente durante a guerra civil de Espanha.

Como modernização do FlaK-18 foi concebido o modelo FlaK-36, que dispunha de um suporte para transporte mais eficiente, com pneus duplos e que incluia um sistema desenhado pela Rheinmetal que possibilitava a substituição rápida do cano, no campo de batalha.
Uma derivação deste surgiu como FlaK-37, que foi concebido para tiro anti-aéreo mais preciso e não podia ser utilizado para tiro anti-carro. Estas armas tinham o mesmo cano, o mesmo sistema de disparo, elevação e munição.

O inicio da guerra


FlaK-41 - 88mm L/74
Quando começou a II guerra mundial, a altitude a que as aeronaves voavam, especialmente os bombardeiros, reduziu a eficácia dos modelos anteriores, com especial destaque para a capacidade de atacar os bombardeiros.
Tornou-se assim necessário desenvolver uma nova arma que conseguisse atingir alvos que voassem a altitudes superiores.

Essa arma, produzida pela Rheinmetall, apareceu em 1941 como FlaK-41. A arma mantinha o mesmo calibre, mas tinha um cano mais longo com um comprimento igual a 74 calibres

Armamento de tanques

Quando o primeiro modelo de 88mm foi concebido, os militares alemães já consideravam a possibilidade de ele ser utilizado para a função anti-carro e de facto a arma prestava-se a essa função.

O modelo de 88mm L/56 foi adaptado para aplicação no carro de combate pesado Tiger-I e foi também adaptado ao caça-tanques Ferdinand.

Já o modelo de 88mm L/74 também foi objecto de interesse especialmente para a sua instalação no carro de combate pesado Tiger-II e também no caça-tanques Jagdpanther e Hornise. No entanto a versão utilizada nos carros de combate tinha um cano ligeiramente mais curto com 71 calibres e ao invés de ter sido desenvolvida pela Rheinmetall, foi desenvolvida pela Krupp.


 
   
---