Armas relacionadas:

50mm KwK Mod.38 L/42
Não aplicável
50mm KwK Mod.39 L/60
Não aplicável
50mm PAK-38 L/60
Canhão anti-tanque

Loading

50mm PAK-38 L/60
Anti-tanque

Fabricante da arma: Rheinmetal Defense
Função principal: Anti-tanque --- Calibre: 50mm
Cadência de tiro: 14 disparos p/min (max) Alcance eficaz: de 100 a 1500m
Comprimento da peça (cano): 4750mm /
Peso da munição: 2950grPeso da arma: 0Kg
Velocidade do projectil: 1130 metros/s (max) Carregamento: Manual
100M
750M
1000M
1500M

 


O PAK-38 de calibre 50 começou a ser concebido em 1940 logo a seguir à campanha contra a França, principalmente quando se tornou evidente a obsolescência do modelo anterior PAK-36 de calibre 37mm, o qual não tinha capacidade para perfurar a blindagem dos carros de combate franceses e britânicos mais pesados. O desenvolvimento foi rápido e o primeiro protótipo foi apresentado ainda em Dezembro de 1940.

Quando a Alemanha invadiu a União Soviética, o PAK-38 ainda estava em produção de pré-série, mas o aparecimento do tanque russo T-34 levou a que a produção recebesse prioridade máxima, de forma a permitir armar as forças de infantaria alemã de uma peça mais poderosa.

O PAK-38 de 50mm podia perfurar 600mm de blindagem a 500m ou 50mm a 1000m.
Estas prestações, ainda que superiores às do modelo de 37mm acabaram por se demonstrar insuficientes.

Um total de 9568 exemplares da versão com cano longo (L/60) foram produzidos.

O peso do sistema completo era de 986kg

Descrição genérica sobre este tipo de armamento:
Durante a guerra civil de Espanha, as forças de infantaria dos rebeldes franquistas apoiados pela Alemanha nazi, utilizaram com sucesso peças de artilharia anti-tanque de 37mm.
Na verdade, a blindagem dos veículos soviéticos era a sua principal deficiencia, embora a sua utilização tática também fosse deficiente, mas isso bastou para que os alemães até 1939 considerassem que a peça de 37mm era suficiente para as necessidades.

Assim, e ainda que o estudo de peças de 50mm de tiro rápido adequadas para a função anti-tanque tenha sido estudada anteriormente, só quando em Maio e Junho de 1940 a infantaria e os carros de combate alemães se depararam com blindados pesados franceses e britânicos é que a peça de 37mm se demonstrou insuficiente.

Rapidamente foi dada prioridade máxima ao desenvolvimento de uma peça mais potente e de maior calibre, que pudesse substituir a peça de 37mm tanto nos carros de combate como nas unidades de infantaria.

Este tipo de armamento foi instalado nos carros de combate Panzer Mark III e distribuido à infantaria, mas mesmo com o aumento de potência, rapidamente se notou que não era suficientemente poderoso para bater a blindagem dos carros de combate soviéticos como o T-34 e o KV-1.

Só com a introdução de carros de combate e peças anti-tanque para a infantaria de calibre 75mm é que essa desvantagem alemã foi ultrapassada.


 
   
---