Mísseis do mesmo tipo:
SM-1MR «Standard» RIM-66E
Míssil antiaéreo
SM-2ER Block II/III (RIM-67B)
Míssil antiaéreo
SM-2ER BlockIV / RIM-156A
Míssil antiaéreo
SM-2MR (RIM-66B)
Míssil antiaéreo

SM-1MR «Standard» RIM-66E
Míssil antiaéreo


Fabricante: Raytheon Systems
Função principal: Defesa Anti-Aérea
Alcance: 64km Velocidade: 3000km/h
Tipo de ogiva : Alto Explosivo / pre fragmentadaPeso da ogiva : 61Kg.
Peso total: 1344KgComprimento: 4.46 M.
Diâmetro: 343mmSistema orientação: Radar Semi-activo

 

Unidades navais que utilizam este sistema


Com o seu projecto começado em 1963, o SM-1 é dos primeiros míssieis anti-aéreos de médio alcance a ser utilizado pelos Estados Unidos e pelos países da NATO. O novo míssil substituiu o RIM-2 Terrier e RIM-24 Tartar.

Fabricado nos Estados Unidos, o míssil começou a ser instalado nos anos 70 nos navios daquele país e foi incorporado nas fragatas da classe Oliver Hazard Perry e nos cruzadores da classe Tyconderoga.

O SM-1 é a versão original do míssil, que é propulsionado por um motor de foguete de combustível sólido, dispondo de um radar semi-activo para orientação.

O SM-1 consegue atingir uma altitude máxima de 24Km.

Existem diferentes séries deste míssil, conforma novas tecnologias foram sendo incluidas no sistema. De entre as últimas encontramos o Block.V (RIM 66B) com um sistema mais eficiente capaz de distinguir os alvos e com um piloto automático mais rápido e um novo motor de foguete. Ele tem um comprimento aumentado em 25cm.

A última versão do SM-1MR é a versão VI, também conhecida como RIM-66 e que entrou ao serviço em 1983 (1). Esta versão incorpora sistemas que já foram incorporados no míssil SM-2, tem um detonador de proximidade mais eficiente



(1) A designação RIM-66C/D designa o míssil Standard SM-2

Informação genérica:
Os mísseis Standard SM-1 e SM-2 e mais recentemente SM-3, são mísseis anti-aéreos de médio e longo alcance, adequados à defesa de área, instalados a bordo de navios que não só têm capacidade para se defender a si próprios mas que também podem defender os navios que acompanham ou escoltam.

Quer o SM-1 quer o SM-2 têm versões de longo alcance com dois estágios, que permitem atingir alvos a maiores distâncias.

O míssil SM-1 pode igualmente ser utilizado como míssil anti-navio, embora essa não seja a sua utilização mais eficiente. No entanto cinco mísseis SM-1 chegaram a afundar um navio de guerra iraniano em 1988.

O míssil é lançado de vários tipos de lançadores e existem versões adequadas a cada tipo de lançador.

Missil SM-2
Existem várias sub-séries que foram sendo lançadas à medida que novos desenvolvimentos técnicos tornaram possível a modernização do sistema.

   
---