Mísseis do mesmo tipo:
Hellfire AGM 114B
Missil anti-tanque
Hellfire AGM-114C/F
Missil anti-tanque
Hellfire-II AGM-114K
Missil anti-tanque
Hellfire-II AGM-114L Longbow
Missil anti-tanque
Hellfire-II AGM-114N (MAC)
Míssil de ataque ao solo

Hellfire AGM-114C/F
Missil anti-tanque


Fabricante: Hellfire systems
Função principal: Defesa Anti-Aérea
Alcance: 7km Velocidade: 1560km/h
Tipo de ogiva : Alto Explosivo / pre fragmentadaPeso da ogiva : 7Kg.
Peso total: 33KgComprimento: 1.63 M.
Diâmetro: 178mmSistema orientação: Laser

 


O modelo Hellfire AGM-114-C e F são modernizações do modelo anterior (114-A/114-B) com a adição de uma nova cabeça de pesquisa semi-activa com capacidade para identificar alvos em ambientes com visibilidade reduzida.

Também o motor foi modificado para produzir uma quantidade menor de fumo, o que ajuda a dissimular a origem do disparo e ele também pode viajar a altitudes menores.

Já a versão F, introduzida em 1994 incluiu um desenho novo e a incorporação de uma segunda ogiva, que se destina à utilização contra veículos blindados equipados com blindagem reactiva.

Uma primeira ogive detona ao contaqcto cou a couraça reactiva produzindo a explosão desta enquanto que a segunda ogiva penetra a couraça do veículo.

Informação genérica:
Os mísseis do tipo «Hellfire» foram desenvolvidos durante os anos 70, tendo em vista especialmente a sua utilizaçõa no helicóptero de ataque que estava em desenvolvimento na altura, o «AH-64 Apache». No entanto os primeiros testes deste míssil foram feitos utilizando como plataforma o helicóptero AH-1G «Cobra»

Hellfire
Esquema de três versões do míssil Hellfire. As primeiras duas versões são convencionais com ogiva de carga oca. A de baixo é a versão 114N termobárica.
Os mísseis Hellfire começaram a ser projectados no inicio dos anos 70, como arma anti-tanque guiada a laser, do tipo «fire and forget».

O Hellfire-I entrou ao serviço em 1985, tendo sido profusamente utilizado durante a primeira guerra do golfo contra as concentrações de tanques do Iraque.

O Hellfire-II é uma versão mais recente e resultado da introdução de sensores mais modernos e que permitem maior precisão. O Hellfire-II incorpora também o sistema de dupla ogiva que já tinha sido introduzido no AGM-114F

Ogiva termobárica
O AGM-114N, é um desenvolvimento do Hellfire AGM-114K especialmente adaptado para atacar instalações e pessoal, utilizando um efeito conhecido como efeito de vácuo.

Além de ser utilizado em helicópteros Apache, este sistema de armas foi também adaptado aos helicópteros Kiowa, Black-Hawk, Mangusta, Lynx e Seahawk. Pode também ser adaptado a helicópteros Gazelle, Puma e UH-1

   
---