Mísseis do mesmo tipo:
GBI interceptor
Míssil antiaéreo
KEI Interceptor
Míssil antiaéreo
MIM-104(F) «PAC-3»
Míssil antiaéreo
SM-3 Block II-B (RIM-161)
Missil naval de defesa aérea
THAAD missile
Míssil antiaéreo

SM-3 Block II-B (RIM-161)
Missil naval de defesa aérea


Fabricante: Raytheon Systems
Função principal: Defesa anti-missil
Alcance: Não disponível Velocidade: Não disponível
Tipo de ogiva : Veículo Interceptor ExoatmosféricoPeso da ogiva : 20Kg.
Peso total: 0KgComprimento: 0 M.
Diâmetro: 0mmSistema orientação: Inercial/designador activo na fase final

 


O míssil SM-3, é um derivado do SM-2 e é a componente naval do sistema norte-americano de defesa anti-míssil.

O míssil SM-3 deriva do míssil SM-2 Block. IV de longo alcance, instalado a bordo de vários navios da marinha dos Estados Unidos. Ele pode ser considerado uma evolução do SM-2, pois utiliza o mesmo sistema propulsor do SM-2 Block IV.

No entanto, ao contrário do SM-2 Block IV, este míssil tem como objectivo sair da atmosfera e interceptar alvos a grande altitude.
Por isso, o míssil possui um terceiro estágio propulsor, que dispara quando o míssil atinge grande altitude.

Fora da atmosfera, o SM-3 dispara então os propulsores do LEAP «Light Exo-Atmospheric Projectile».

Este tipo de veículo, é na prática uma ogiva «inteligente» que dispõe de sensores de grande definição. O sistema é completamente autónomo e como está fora da atmosfera, não está sujeito às mesma leis da física.
O impulsor (ou booster) do LEAP, pode acelerar o veículo a velocidades que ultrapassam os 24.000km/h

A ogiva do míssil não explode. Ela é extremamente precisa, consegue distinguir o alvo pela sua forma, e impacta directamente a hiper velocidade, destruindo-o fisicamente.

Os desenvolvimentos presentemente em estudo têm como objectivo aumentar a precisão e definição dos sensores. A capacidade d software integrado no sistema para identificar com absoluta clareza o alvo, permitirá determinar o comportamento do LEAP na aproximação ao alvo.

O LEAP, pesa apenas 20kg, mas considera-se que à velocidade de 24.000km/h ele terá o mesmo efeito que um camião pesado a embater num alvo a 600km/h.

Informação genérica:
O sistema norte-americano de defesa anti-missil, tem as suas origens nos anos 80 com um projecto na altura chamado de «Guerra das Estrelas».

O sistema que nos anos 80 foi apresentado pelo então presidente Ronald Reagan não dispunha na altura de um suporte tecnológico suficientemente desenvolvido, mas a ideia continuou a ser sempre considerada pelas autoridades militares norte-americanas.

O sistema no seu conjunto evoluiu no sentido de dispor de várias plataformas (distintos tipos de mísseis e sensores) que podem ser utilizadas em conjunto, com o objectivo de destruir as ameaças nucleares de eventuais inimigos.

Os principais mísseis do sistema são:

Fase inicial do voo
KEI - Em desenvolvimento pela Northrop Grumman, o KEI é um míssil destinado a interceptar mísseis balísticos na fase inicial do seu precurso.
ABL - AirBorne Laser. Trata-se de um emissor Laser de alta potência instalado num avião Boeing B-747.

Fase intermédia do voo
SM-3 - Sistema anti-míssil baseado em navios (Sistema de defesa AEGIS contra mísseis balísticos)
GBI - Míssil baseado em terra e instalado em silos, com capacidade para atingir alvos a uma altitude de até 2.000km.

Fase final do voo
Patriot PAC-3 - Defesa contra mísseis balísticos de curto e médio alcance, com capacidade para destruir alvos na atmosfera.

THAAD - Defesa contra mísseis balísticos de curto e médio alcance a grande altitude, fora da atmosfera.

   
---