Mísseis do mesmo tipo:
Polaris «UGM-27C»
Míssil balistico intercontinental
Poseidon «UGM-73A»
Míssil balistico intercontinental
Trident-I C4 «UGM-96»
Míssil balistico intercontinental
Trident-II D5 «UGM-133A»
Míssil balistico intercontinental

Poseidon «UGM-73A»
Míssil balistico intercontinental


Fabricante: Lockeed Martin
Função principal: Arma estratégica
Alcance: 4600km Velocidade: 12900km/h
Tipo de ogiva : Nuclear com multiplas ogivas
Potência = 700kt
Peso da ogiva : 0Kg.
Peso total: 29200KgComprimento: 10.39 M.
Diâmetro: 1880mmSistema orientação: Inercial

 


O míssil balístico «Poseidon» substituiu o míssil Polaris a partir de 1972 e começou a ser instalado a bordo dos submarinos de mísseis balísticos norte-americanos.

Os mísseis Poseidon, transportavam uma carga útil maior, tinham maior alcance e por isso também tinham maiores dimensões que os Polaris.

O Poseidon, inovou especialmente no numero de ogivas que podia transportar e que se elevava a 14 unidades do tipo W68 (50kt).

Como o seu antecessor, utilizava motor em dois estágios e combustível sólido.
Os mísseis Poseidon foram substituidos pelos Trident-I.

Informação genérica:
O desenvolvimento do programa Polaris foi extremamente rápido. Entre a decisão de produzir o míssil e o primeiro teste decorreram apenas quatro anos. No entanto, mesmo durante o desenvolvimento do míssil tornou-se claro que as primeiras versões não correspondiam ao que se esperava.

O Polaris foi concebido em várias versões:

Polaris A1 - Comprimento de 8,7m e peso de 13 toneladas

Polaris A2 - Comprimento de 9,45m e peso de 14,6 toneladas

Polaris A3

Polaris UK - Versão do míssil Polaris especificamente desenhada para operação a partir dos submarinos balisticos britânicos da classe Vanguard.

Polaris B-3 - Uma das versões do Polaris, posteriormente rebaptizada como Poseidon C3, que é basicamente mais uma versão do Polaris, que foi lançada no inicio dos anos 70.

Trident
O desenvolvimento posterior da família de mísseis lconduziu ao míssil balístico intercontinental «Trident», que foi instalado a bordo de submarinos norte-americanos e britânicos.

Uma primeira versão conhecida como Trident-I / C4 foi lançada em 1979.

Uma segunda versão conhecida como Trident-II / D5 entrou ao serviço pela primeira vez em 1990. Esta última versão, corresponde na realidade a um míssil com características e dimensões diferentes, ainda que continue a ser utilizada a designação «Trident»

Um programa de modernização destes mísseis prevê a extensão do seu periodo de vida útil até meados do século XXI.



Ogivas:

W-62 : 170kt
W-68 : 50kt
W-76 : 100kt
W-78 : 350kt
W-88 : 475kt

   
---