Mísseis do mesmo tipo:
CSS-10 (DF-41)
Míssil balistico intercontinental
CSS-9 / DF-31A
Míssil balistico intercontinental
CSS-NX-5 «Giant Wave» (JL-2)
Míssil balistico intercontinental

CSS-NX-5 «Giant Wave» (JL-2)
Míssil balistico intercontinental


Fabricante: Chinese State Factories
Função principal: Arma estratégica
Alcance: 8000km
Precisão: 500m
Velocidade: Variável / discutido
Tipo de ogiva : Nuclear com multiplas ogivas
Potência = 1000kt
Peso da ogiva : 700Kg.
Peso total: 42000KgComprimento: 13 M.
Diâmetro: 2250mmSistema orientação: Inercial

 

Unidades navais que utilizam este sistema


O CSS-N-5 «Giant Wave» é a versão lançada de submarinos do míssil balístico chinês DF-31. Alegadamente as características e capacidades daquele sistema foram mantidas. É um míssil intercontineltal com três estágios.
Ele é alegadamente inspirado no míssil soviético SS-N-8.

O sistema que foi pela primeira vez mostrado numa parada militar em 2009 veio dar à China, uma verdadeira capacidade em termos de submarinos de mísseis balísticos, já que o seu único navio do tipo, entregue à marinha chinesa em 1988, estava apenas equipado com mísseis com um alcance limitado a 2100km de alcance.

A capacidade deste míssil também é discutida. A tese normalmente aceite é a de que o míssil pode transportar até 5 ogivas de 20kt, até três ogivas de 90 ou 150kt e uma ogiva de 1MT.
Não há informação sobre a futura integração deste míssil no único submarino com capacidade para o operar na marinha popular de libertação.

Em 2010, este míssil estava disponível para instalação nos novos submarinos da classe Jin


Nota:
A designação NATO para este míssil chinês é confusa. Inicialmente foi utilizada a designação CSS-N-4. Porém tal designação é já utilizada para o míssil anti-navio também conhecido como CSS-N-4 «Sardine».
Várias publicações passaram a referir-se ao míssil chinês como CSS-NX-5 (o X significa que o sistema ainda é experimental). No entanto é claro que se trata do JL-2, uma versão supostamente adaptada para utilização a partir de submarinos do míssil intercontinental DF-31 (CSS-9 na numenclatura NATO)

Informação genérica:
Acredita-se que os sistemas DF-31 e JL-2 começaram a ser desenvolvidos ao mesmo tempo, por volta de 1970. Os chineses previam que eles tivessem um alcance de 6,000km, transportando uma carga útil de 800kg o que permitia o transporte de uma ogiva nuclear. O primeiro teste basico do motor ocorreu em 1983.
Porém, o desenvolvimento dos sistemas foi tão lento que por volta de 1985, a evolução dos sistemas de mísseis de outros países levaram os militares chineses a modificar a especificação do sistema, aumentando o alcance para 8,000km.

Foi dada prioridade ao desenvolvimento da versão terrestre, considerando que o desenvolvimento conjunto da versão naval acabaria atrasando os dois programas.

O primeiro teste com sucesso do DF-21 ocorreu em 1995.
O DF-31 tem um comprimento de 13m e um peso de 42t.

Em 2001, vários relatórios sobre armamentos chineses, embora não confirmados, afirmavam que estava em desenvolvimento uma versão modernizada do míssil DF-31, chamada DF-31A.

O DF-31A possui um alcance superior ao modelo anterior, atingindo de 10,000 a 11,000km conforme as fontes e também conforme a configuração do numero de ogivas.
O DF-31A é mais longo, dado o terceiro estágio ter sido alongado 5,4m.

Versão naval

Inicialmente desenvolvido em conjunto, a versão naval do DF-31 atrasou-se relativamente à sua congenere terrestre. No entanto, varios dos desenvolvimentos foram sendo adoptados rapidamente no JL-2.
A dimensão do JL-2, é equivalente à do DF-31 (menor) e o seu alcance estimado é por isso considerado mais próximo da primeira versão do DF-31 (8,000km).

DF-41 - Versão incrementada
Embora a informação seje reduzida, o míssil CSS-9/DF-31 serviu de base para a construção de um sistema ainda mais poderoso, com um terceiro estágio de maiores dimensões, capaz de atingir alvos a maiores distâncias.

   
---