Mísseis do mesmo tipo:
GBU-32 «JDAM»
Bomba guiada
GBU-39 «SDB»
Bomba guiada
GBU-53 (SDB-2)
Bomba especial

GBU-53 (SDB-2)
Bomba especial


Fabricante: Raytheon Systems
Função principal: Ataque ao solo
Alcance: 95km
Precisão: 1m
Velocidade: Não disponível
Tipo de ogiva : Alto Explosivo / pre fragmentadaPeso da ogiva : 0Kg.
Peso total: 93KgComprimento: 1.76 M.
Diâmetro: 180mmSistema orientação: GPS + Datalink

 

Aeronaves que utilizam este sistema


A GBU-39 é derivada dos estudos realizados para a GBU-39 e é também uma bomba de pequeno diâmetro, destinada a permitir a sua acomodação em aeronaves mais pequenas.

A principal diferença da SBU-53 relativamente à GBU-39 consiste no fato de esta última ter sido desenvolvida para atacar alvos móveis, enquanto que a anterior se destina especificamente a alvos fixos e muito protegidos.




Um caça -bombardeiro F-15B pode transportar 28 destas bombas, enquanto que um F-22 pode transportar até oito, dentro das baías.

Informação genérica:
JDAM
Diagrama mostrando as partes constituintes do sistemat
Os sistemas JDAM, são kits de acessórios para aplicar na cauda de bombas de uso geral do tipo Mk.82 / Mk.84.

O objectivo do sistema, é permitir guiar uma «bomba burra» com uma grande precisão até um alvo que pode estar a uma distância de até 27Km.

As JDAM são uma solução muito mais economica que os sistemas Paveway e permitira à Boeing fazer concorrência à Raytheon.

Os sistemas JDAM ficaram mesmo por um preço inferior ao preço inicialmente previsto, e o conjunto da bomba e do sistema de orientação tem um custo na ordem dos €20,000.

A família JDAM é constituida pelos seguintes modelos, cada um com diferentes cargas bélicas:

GBU-29
GBU-30
GBU-31
GBU-32



GBU-39 (SDB) e GBU-53 (SDB-2)

Embora não relacionada com o projecto JDAM, a bomba GBU-39 utiliza uma tecnologia derivada e mais recente. A GBU-39 já não é apenas uma bomba comum com um kit de adaptação, mas sim um equipamento desenhado de raiz para operar como bomba guiada.

Uma versão mais recente da GBU-39 é a GBU-53, que dispõe de sensores mais precisos e que permitem ao míssil atacar alvos móveis. O míssil não é no entanto adequado para atacar blindados.



JDAM-ER

Estão em estudo em vários países extensões do sistema JDAM, destinadas a aumentar em muito o alcance deste tipo de dispositivos.
Entre eles encontra-se o projecto australiano conhecido como AIR-5425.
Consiste numa JDAM, modificada para conseguir atingir alvos a uma distância entre 55 a 70km

   
---