Mísseis do mesmo tipo:
AGM-65B Maverick
Míssil de ataque ao solo
AGM-65E Maverick
Míssil de ataque ao solo
AGM-65G / F Maverick
Míssil de ataque ao solo

Dados sobre países utilizadores:

AGM-65E Maverick
Míssil de ataque ao solo


Fabricante: Raytheon Systems
Função principal: Ataque ao solo
Alcance: 27km Velocidade: 1150km/h
Tipo de ogiva : ExplosivoPeso da ogiva : 56.25Kg.
Peso total: 286KgComprimento: 2.49 M.
Diâmetro: 304.8mmSistema orientação: Laser

 

Aeronaves que utilizam este sistema


Esta versão do Maverick, distingue-se das outras por ser guiada por Laser. É utilizada para atacar instalações terrestres fortificadas.

O míssil difere também de outras versões pela utilização de um motor de foguete de duplo impulso.

O AGM-65E, pode ser automaticamente convertido em AGM-65F, apenas pela simples substituição da cabeça (trocando o rastreador Laser por um de Infravermelhos).

O míssil necessita de um dispositivo iluminador, que aponte para o alvo. O míssil tem capacidade para encontrar esse sinal numa área correspondente a uma distância de 16 em frente por 11Km lateralmente.

Informação genérica:
O míssil AGM-65 MAVERICK é um míssil ar-terra (o que implica que é lançado desde um avião com o objectivo de destruir alvos terrestres) é um míssil táctico desenvolvido para CAS (Close Air Support (Suporte aéreo aproximado). Este míssil é extremamente eficaz contra uma grande variedade de alvos tais como: carros de combate, bunkers, sistemas de defesa aérea, barcos, comboios, reservatórios de combustível e outros alvos considerados «duros».

O seu Projecto iniciou-se em 1965 com o objectivo da substituição do míssil Bullpup, que apresentava grandes falhas. As características chaves do projecto era conseguir um míssil com dimensões compactas, com um sistema autónomo de orientação e um PK elevado (probabilidade de acerto), até que em 1969 os primeiros Mavericks foram lançados dando excelentes resultados, sendo entregue em 1972 o primeiro míssil AGM-65A USAF e em 1975 o AGM-65B. Desde então, ao longo dos tempos têm sido desenvolvidas versões mais modernas do míssil tais como AGM-65 B/C/D/E/F/G/H/K que incorporam novos sensores de guiamento e ogivas mais potentes.

   
---