Navios deste tipo:

Leander (1933)
Cruzador ligeiro
Perth
Cruzador ligeiro
Delhi (1948)
Cruzador ligeiro

Listar navios do tipo
Cruzador ligeiro


India
Cruzador ligeiro classe
Delhi (1948)
(tipo Leander / Perth)
Leander / Perth

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 7114 Ton
Deslocamento máx. : 9740 Ton.
Tipo de propulsão: Máquinas a vapor
Comprimento: 169 M - Largura: 17M
Calado: 6.1 M.
6 x Caldeiras (oleo) Admiralty (0)
4 x Turbinas acopladas Parsons (72000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 570 Autonomia: 10600Km a 13 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 32.5 nós

Canhões / armamento principal
6 x Vickers Defence 152mm /50 MK.XXIII (UK) (Calibre: 152mm/Alcance: 23.3Km)
4 x Vickers Defence 102mm L/45 Mk.V - XV (UK) (Calibre: 102mm/Alcance: 14.95Km)


Forum de discussão

O cruzador ligeiro Delhi, da marinha da União Indiana, é o único navio desta classe, embora inicialmente tivesse sido prevista a transferência de três navios deste tipo para a marinha da Índia.

O INS Delhi, era o antigo HMS Achilles da Royal Navy. O navio foi alvo de uma ligeira revisão aquando da sua entrega à India, a qual não alterou nenhum dos seus principais equipamentos e armamentos que tinham sido instalados durante a II guerra mundial.

Ao contrário dos restantes navios do tipo Leander, o Delhi estava armado apenas com três torres duplas com peças de 6 polegadas (152mm), pois uma das torres tinha sido retirada para permitir a instalação de armamento anti-aéreo.

Quando entrou ao serviço, ele passou a ser o navio almirante, como navio mais poderoso da esquadra indiana.
Tatava-se porém de um navio muito utilizado na II guerra mundial, que participara na batalha do Rio da Prata e que estivera várias vezes debaixo de fogo tendo sido submetido a várias reparações e modificações.

Sendo um navio que tinha participado em vários combates e completado já 16 anos de idade, e uma vez que não havia na India grande possibilidade de efectuar modernizações e reparações, o estatuto de navio almirante foi perdido quando entrou ao serviço o cruzador Mysore, da classe Fiji o qual era bastante mais moderno e também melhor armado.

O INS Delhi, participou nas acções militares da União Indiana contra o Estado da India Portuguesa em Dezembro de 1961, de que resultou a invasão e anexação daquele território português.

O navio foi utilizado para neutralizar qualquer possibilidade de apoio naval no território português de Diu. As forças portuguesas chegaram a detectar o cruzador pela alvorada, mas o facto de este ter hasteada um estandarte de combate nas cores vermelho e negro, a bandeira foi identificada como sendo de um navio português, eventualmente mercante.

Chegaram a ser dadas ordens para que uma peça de 87,6mm se preparasse para fazer fogo contr o navio, ordem que nunca chegou a ser dada. No entanto é muito duvidoso que tivesse sido possivel alvejar um navio em movimento, com uma peça de artilharia de campanha.


Nota:
Existe na Internet uma descrição que tomamos por completamente fantasiosa sobre a participação do navio no afundamento de dois navios de guerra portugueses em Diu.
Havia apenas uma lancha portuguesa armada com um canhão de 20mm naquele território, a qual se fez ao mar, tendo sido atacada e afundada por aviões da força aérea indiana. O outro navio de fiscalização não possuia armamento.
Informação genérica:
Os navios da classe Leander, dividem-se normalmente em duas sub familias.

Os cinco Leander propriamente ditos são navios que serviram na Royal Navy Esta classe foi constituida por cinco navios.

Outros três navios, com características ligeiramente diferentes, que foram inicialmente baptizados como Apollo, o Amphion e o Phaeton, foram transferidos para a Austrália. Naquela força eles foram rebaptizados como Hobart, Perth e Sydney.
O primeiro navio da classe foi o Perth, pelo que foi atribuido a essa classe o nome do primeiro navio, embora eles também sejam conhecidos como «Leander modificados».

Um dos navios da classe, o HMS Achiles foi transferido em 1948 para a marinha da União Indiana, onde recebeu o nome de «Delhi».


   
---