Listar navios do tipo
Navio escola


Brasil
Navio escola classe
Cisne Branco III

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 900 Ton
Deslocamento máx. : 1038 Ton.
Tipo de propulsão: Aparelho vélico
Comprimento: 76 M - Largura: 10.5M
Calado: 4.8 M.
1 x Motor a Diesel Caterpillar 3508B-DI-TA (1015cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 81 Autonomia: 4500Km a 8 nós - Nr. Eixos: 1 - Velocidade Máxima: 12 nós


Após a venda a Portugal do Navio-Escola «Guanabara» a marinha brasileira ficou sem um navio do tipo para treino de tripulações. Na altura, a marinha considereou que aquele tipo de navio não fazia grande sentido, e a marinha brasileira ficou por muitos anos sem contar com um navio do tipo.

No entanto, navios veleiros de grandes dimensões acabam sendo também navios de prestigio, pelo já nos anos 90, várias vozes pediam que o Brasil incorporasse um navio do tipo.

Finalmente as preces foram escutadas e em 1995 foram aprovadas verbas para a aquisição de um navio veleiro para a marinha brasileira, aproveitando os 500 anos da descoberta do Brasil por Pedro Alvares Cabral.

O navio baseia-se no projecto 7611 dos estaleiros holandeses Damen/Gorinchen. O navio tem condições para atingir uma velocidade máxima de 17,5 nós, apenas com as velas. A guarnição é de 50 miliates a que se juntam mais 31 marinheiros em formação.

O Cisne Branco é o primeiro grande veleiro do século XXI e uma demonstração de que as marinhas continuam a reservar um lugar especial para este tipo de treino.Mas ainda que seja um navio à vela e com a configuração que se tornou comum no século XIX, o Cisne Branco é no seu interior um navio com ma configuração moderna e com a maioria dos confortos que são de esperar num navio moderno.

O navio não está preparado para servir de museu, mas quando está no Rio de Janeiro pode ser visto de perto, podendo a marinha agendar uma visita caso haja disponibilidade e a situação seja justificada. Tais visitas implicam contacto prévio com o Centro de Comunicação Social da Marinha.



Este navio é o terceiro a utilizar esta designação na Marinha do Brasil e por isso o nome da classe é referido como «Cisne Branco III». Os outros navios eram porém embarcações de muito menores dimensões. Alegadamente o nome está relacionado com a ave (Cisne branco) relatada no hino da marinha do Brasil:


Informação genérica: