Navios deste tipo:

Grajaú
Patrulha

Listar navios do tipo
Patrulha


Brasil
Patrulha classe
Grajaú
(tipo Grajaú)
Grajaú

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 245 Ton
Deslocamento máx. : 263 Ton.
Tipo de propulsão: Motor a Diesel
Comprimento: 46.5 M - Largura: 7.5M
Calado: 2.3 M.
2 x Motor a Diesel MTU 16V396 TB94 (5800cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 29 Autonomia: 4000Km a 12 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 26 nós

Canhões / armamento principal
1 x Bofors / BAE Systems 40mm /L70 Mod.1958 (1 x) (Calibre: 40mm/Alcance: 12Km)
2 x Rheinmetal Defense 20mm Oerlikon/BMARC GAM-BO1 (Calibre: 20mm/Alcance: 2Km)

Radares
- RACAL-DECCA RM 1290A (Navegação - Al.med: 38Km)


Forum de discussão

Os patrulhas da classe Grajaú são, o resultado dos planos brasileiros para a construção, a partir da década de 80 de 12 navios de patrulha oceânica (NPO), 12 navios de patrulha costeira (NPC) e 12 navios de patrulha fluvial (NPF). Varias circunstancias, entre as quais se destacam questões de financiamento, e alterações estratégicas, levaram a que o Brasil cancelasse o programa de NPO's, optando por adquirir pequenos patrulhas oceânicos em segunda mão.

Os NPO's brasileiros eram considerados na altura navios combatentes e não grandes patrulhas, como se vem a tornar norma nos dias de hoje - vide programa da marinha portuguesa NPO-2000.

Assim, o programa foi cancelado e prosseguiu o programa dos NPC's. Optou-se por um projecto britânico da empresa Vosper Thornycroft da qual havia já duas unidades em operação na marinha do Bangladesh.

O programa demorou sete anos, desde a data de lançamento do primeiro navio até à comissão do ultimo. Seis foram construidos no Brasil e os outros seis na Alemanha. São navios equilibrados e correspondem ás tarefas para as quais foram pensados, entre as quais se encontram, patrulha e salvamento marítimo. A sua autonomia e capacidade para ficar até 18 dias no mar são um factor importante em favor destes navios. No entanto, o seu numero é algo limitado, para uma costa com as características da costa brasileira, e igualmente para os grandes rios do norte e nordeste.

Os últimos 7 navios estão equipados com canhões Oerlikon/BMARC mais recentes. Os prineiros 5 estão equipados com canhões Oerlikon mais antigos.
-Os navios estão ainda equipados com uma grua telescopica com capacidade para 600 Kg.


Informação genérica:
Patrulha ligeiro de origem alemã, fabricado no Brasil para a marinha brasileira e para a Namíbia. Também está ao serviço em Singapura


   
---