Navios deste tipo:

Lada / Amur / 1650
Submarino de ataque (SSK)

Listar navios do tipo
Submarino de ataque (SSK)

Notícias relacionadas
Chaves chega à Rússia, para compras e conversas



Russia
Submarino de ataque (SSK) classe
Lada / Amur / 1650
(tipo Lada/Amur)
Lada/Amur

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 1675 Ton
Deslocamento máx. : 2800 Ton.
Tipo de propulsão: Propulsão diesel/electrica
Comprimento: 68 M - Largura: 7.2M
Calado: 4.4 M.
2 x Gerador electrico (3400cv/hp)
1 x Motor a Diesel (5576cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 35 Autonomia: 10800Km a 8 nós - Nr. Eixos: 1 - Velocidade Máxima: 21 nós

Misseis
Sistema de lançamento Kilo-VA111-TT(6)SS-Nx-27 «Sizzler» / 3M54E10 x Novator SS-Nx-27 «Sizzler» / 3M54E1 (Anti-navio)

Torpedos

Outros sistemas electrónicos
- UZEL MVU-119 / Murena (Sistema de gestão de dados combate)


Forum de discussão

A Classe St.Petersburg de submarinos, é a última derivação dos submarinos da classe Kilo.

Eles são baseados na mesma estrutura interna dos modelos anteriores (Kilo, Kilo modernizados para o padrão EKM e Mod. 636).

Esta série de navios, é conhecida na Rússia por classe LADA (os navios idênticos para exportação são conhecidos como AMUR).

Os submarinos deste tipo, caracterizam-se por uma grande grau de automação, que permite reduzir consideravelmente a sua tripulação, mantendo ao mesmo tempo as mesmas características e operacionalidade. Os AMUR podem submergir até 250 metros.

Os submarinos russos deste tipo (Projecto 1650 / Lada) foram anunciados como dos mais silenciosos do mundo por causa do seu sistema AIP.
Esse sistema, conhecido como Kristall-27E foi concebido pelo gabinete de desenvolvimento de projectos «Malakhit design bureau» baseado na cidade de S.Petersburgo.
Aparentemente o sistema Kristall-27E nunca funcionou convenientemente, e por essa razão os submarinos nunca chegaram a ser aceites pela marinha russa. Até ao inicio de 2010 a situação não sofreu alteração e os navios continuam por entregar.

Embora o fim do projecto não tenha sido anunciado em meados de 2011 tudo indicava que as tentativas para corrigir or problemas tinham sido interrompidas e que todo o projecto tinha sido abandonado pelos especialistas russos.
Os estaleiros dedicaram a sua atenção à produção de submarinos do modelo mais antigo (877 classe Kilo) e à modernização de cascos usados.

Já em 2013, foi anunciado que haveria pelo menos trêspaíses interessados na aquisição dos três submarinos cuja construção já tinha sido iniciada, mas a marinha russa continuava a não demonstrar qualquer interesse nos submarinos deste tipo.


Informação genérica:
Os navios da classe Lada/Amur, são derivados dos navios da classe Kilo, com um maior grau de automação que permite uma grande redução na tripulação.

Esta classe está equipada com um sistema automático de gestão de grande parte dos sistemas dos navio. Os torpedos são movidos por meios mecânicos automáticos e o navio pode disparar várias salvas de torpedos ou mísseis com grande rapidez.

Ao contrário do modelo anterior (Kilo) esta nova classe é constituida por várias séries que podem ser oferecidas no mercado internacional.

Os Lada/Amur, são mais pequenos que os Kilo que vêm substituir e existem na realidade sete variações diferentes dos submarinos da classe:
Eles vão desde o modelo Amur-550 com 700 toneladas de deslocamento máximo e quatro tubos lança-torpedos, até ao Amut-1850, o maior de todos, com um deslocamento máximo de 2600 toneladas e seis tubos lança-torpedos.

Os navios desta classe, são menos ruidosos e por isso não utilizam recurso a vários sub sistemas de propulsão. Ao contrário dos Kilo, os Amur/Lada, apenas têm dois motores a Diesel e os motores electricos que propulsionam o navio.

AIP
A possibilidade de instalar um sistema de propulsão independente do ar, está em estudo para instalação futura nesta classe de submarinos, no entanto os primeiros a serem produzidos não estão equipados com tal sistema, o qual em 2007, continua em desenvolvimento.

Os submarinos do tipo, seguindo por exemplo na linha dos Scorpéne franceses, estão preparados para a inclusão de um módulo adicional que inclua o sistema de propulsão independente do ar.

Discute-se ainda mais que um tipo de sistema AIP, porque o navio tanto poderá vir a utilizar um sistema do tipo células de combustível Oxigénio/Hidrogénio, como um sistema do tipo Stirling.

O desenvolvimento do sistema AIP tem sofrido atrasos e por essa razão continua a não ser anunciado como opção pelos estaleiros Admiralty de S.Petersburgo, embora o sistema conhecido como Kristall-27E seja normalmente referido como um sistema de células de combustível Hidrogenio/Oxigenio.


   
---