Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Viatura táctica média

 

Notícias relacionadas
Mais «Bushmaster» para a Austrália
Programa MRAP faz vítimas

Bushmaster
Viatura táctica média (ADI / Thales Australia)
Bushmaster

Projeto: ADI / Thales Australia
Australia
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
7.02
n/disponivel
2.5m
6.5M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
11.3t
14t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Caterpillar 3126 ATAAC 6cyl Diesel
300cv
120 Km/h
35 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Quatro rodas motrizes
385 Litros
1000Km
2+7
60º
40º
1.2M
0M
0.44M

Sistema de radar auxiliar:

País: Holanda
Designação Local:Bushmaster
Qtd: Máx:86 - Qtd. em serviço:86
Situação: Encomendado
Operacionalidade:
O exército holandês anunciou a aquisição de 25 unidades do Bushmaster em 2007.

Os Bushmaster vão subsituir veículos mais antigos que a Holanda enviou para o Afeganistão, além de também substituirem os Nyala que a Holanda pediu emprestados ao Canadá para utilizar no Afeganistão.

Dos 25 veículos fornecidos (directamente dos stocks do exército australiano por causa da urgência) dois deles serão enviados para a Holanda para treino de tripulações enquanto que os restantes serão entregues directamente às forças holandesas no Afeganistão.

Em 2008, a Holanda acrescentou uma encomenda adicional de 13 unidades do veículo e em 2009 foram adicionadis mais 12. Até Agosto de 2009, o total de Bushmaster holandeses, incluindo os encomendados elevava-se a 86.


Forum de discussão

O veículo é constituido por placas soldadas e não têm portas laterais, sendo o acesso feito pelas escotilhas no teto ou pela grande porta traseira.

Os ocupantes seguem em assentos encostados às laterais do veículo, que conta com janelas à prova de bala, com protecção para até 7,62mm ou 5,56 NATO.

Classificado como veículo com protecção CAT-II, o Bushmaster têm um casco em «V» como é comum neste tipo de veículo, com a curiosa característica de igualmente no piso do veículo se encontrar um depósito de água doce para utilização por parte da tripulação, o qual também funciona como protecção adicional.

O fabricante afirma que o veículo pode resistir à explosão de até 9,5Kg de TNT (ou equivalente) sobre qualquer das rodas, ou debaixo da linha central do veículo.

O Bushmaster pode ser equipado com uma metralhadora 7,62 ou 5,56 no tejadilho.

Existem várias versões disponíveis de entre as quais se destacam:
Ambulância
Veículo de comando
Porta-morteiro
Viatura de reparações de emergência

Até 2012 cerca de 800 exemplares do Bushmaster tinham sido produzidos e entrado ao serviço dos exércitos da Holanda e da Austrália.

Informação genérica:
-

MRAP-I
MRAP ou Mine Resistant Ambush Protected, é uma especificação norte-americana que se aplica a veículos militares suficientemente equipados para resistir a projecteis balisticos e a minas ou explosivos improvisados. A partir do momento em que apareceu a especificação MRAP-II, designa-se a especificação anterior como MRAP-I para facilitar a identificação dos modelos, que já de si é algo complicada.

Os veículos devem possuir casco inferior em V e chassis elevado e a especificação divide-os em:

CAT-1 MRUV (Mine Resistant Utility Vehicle) que é adequada a um veículo que deverá ter capacidade para efectuar missões de patrulha em ambiente urbano, tendo capacidade para transportar 6 pessoas..
CAT-2 JERRV (Joint Explosive Ordnance Disposal Rapid Response Vehicle) que se destina a veículos adequados para multiplas missões podendo eventualmente transportar armamento ou ser adaptados para funcionar como veículo de apoio ou ambulância ou ainda veículo de escolta. Estes veículos têm que transportar pelo menos 10 pessoas.
CAT-3 MPCV (Mine Protected mine Clearance Vehicle). É a designação para a categoria 3 e é adequado para a remoção de dispositivos explosivos por detonar.

Uma das caracteristicas exigidas para que um veículo cumpra a especificação, é a existência de uma casco em V, que permita uma maior capacidade para deflectir a força de uma explosão que ocorra ou debaixo das rodas ou debaixo do veículo, ao centro.

É importante notar, que de entre os veículos selecionados ou propostos, existem aqueles que tanto podem cumprir com os requisitos da Cat-I como da Cat-II, sendo a principal diferença a quantidade e disposição da blindagem. Essa possibilidade é muitas vezes anunciada pelos fabricantes.

Não confundir MRAP-II com MRAP Cat-II
No final de Julho de 2007, os fuzileiros navais dos Estados Unidos, emitiram uma nova especificação MRAP, conhecida como MRAP-II.
A nova especificação destina-se a delinear as características de um veículo que seja resistente às novas minas de energia quimica (de ogiva deformável), devendo por isso ser bastante mais blindado e resistente que os modelos que cumpram com a especificação MRAP-I.