Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Viatura táctica média

 

Notícias relacionadas
Nova encomenda de veículos anti-minas
Mais dois milhares de veículos anti-minas

Maxpro XL
Viatura táctica média (IMG / Navistar)
Maxpro XL

Projeto: IMG / Navistar
Estados Unidos da América
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
5.26
n/disponivel
2.44m
2.72M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
12t
14t
2500Kg
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
International DT-466
300cv
90 Km/h
35 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Quatro rodas motrizes
N/disponível
650Km
6 / 12
60º
30º
1.2M
0M
0.6M

Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

A base deste veículo é um chassis civil do fabricante Navistar que foi adaptado para produzir o modelo 4000-MV (que é ligeiramente blindado), o qual tem várias versões, desde a versão com cabina protegida e caixa de carga, até à versão de veículo de remoção de minas.

O Maxpro-XL é a versão blindada dessa familia de veículos militares, construida segundo o padrão MRAP e com capacidade para resistir a minas e explosivos improvisados.

Também pode ser transportado num avião do tipo Hercules C-130.

O veículo pode ser fornecido com blindagem amovivel, que lhe pode ser aplicada ou removida conforme as necessidades decorrentes da missão.

O Maxpro, é um dos veículos de maior sucesso entre os vários que foram encomendados pelos vários ramos das forças armadas norte-americanas. As suas prestações são consideradas aceitáveis, mas ele sofre do mesmo probema que afectga vários veículos do tipo MRAP.

Embora ele tenha tracção total, a sua transmissão é derivada de um sistema civil. Em situações de combate, é comum os militares utilizarem estes veículos fora de estrada e exigirem mais do veículo que aquilo que ele foi projectado para dar.

Outro problema apontado a este e a outros MRAP de grandes dimensões, é a tendência para o carregar com grandes quantidades de mantimentos, elevando o centro de gravidade do veículo, tornando-o instavel.

Informação genérica:
-

MRAP-I
MRAP ou Mine Resistant Ambush Protected, é uma especificação norte-americana que se aplica a veículos militares suficientemente equipados para resistir a projecteis balisticos e a minas ou explosivos improvisados. A partir do momento em que apareceu a especificação MRAP-II, designa-se a especificação anterior como MRAP-I para facilitar a identificação dos modelos, que já de si é algo complicada.

Os veículos devem possuir casco inferior em V e chassis elevado e a especificação divide-os em:

CAT-1 MRUV (Mine Resistant Utility Vehicle) que é adequada a um veículo que deverá ter capacidade para efectuar missões de patrulha em ambiente urbano, tendo capacidade para transportar 6 pessoas..
CAT-2 JERRV (Joint Explosive Ordnance Disposal Rapid Response Vehicle) que se destina a veículos adequados para multiplas missões podendo eventualmente transportar armamento ou ser adaptados para funcionar como veículo de apoio ou ambulância ou ainda veículo de escolta. Estes veículos têm que transportar pelo menos 10 pessoas.
CAT-3 MPCV (Mine Protected mine Clearance Vehicle). É a designação para a categoria 3 e é adequado para a remoção de dispositivos explosivos por detonar.

Uma das caracteristicas exigidas para que um veículo cumpra a especificação, é a existência de uma casco em V, que permita uma maior capacidade para deflectir a força de uma explosão que ocorra ou debaixo das rodas ou debaixo do veículo, ao centro.

É importante notar, que de entre os veículos selecionados ou propostos, existem aqueles que tanto podem cumprir com os requisitos da Cat-I como da Cat-II, sendo a principal diferença a quantidade e disposição da blindagem. Essa possibilidade é muitas vezes anunciada pelos fabricantes.

Não confundir MRAP-II com MRAP Cat-II
No final de Julho de 2007, os fuzileiros navais dos Estados Unidos, emitiram uma nova especificação MRAP, conhecida como MRAP-II.
A nova especificação destina-se a delinear as características de um veículo que seja resistente às novas minas de energia quimica (de ogiva deformável), devendo por isso ser bastante mais blindado e resistente que os modelos que cumpram com a especificação MRAP-I.