Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Carro de combate leve



Veículos idênticos ou relacionados:


T-44/85
Carro de combate médio

T-54
Carro de combate médio

T-55
Carro de combate médio

Type-59-II / WZ-120
Carro de combate médio

Type-62 / WZ-132
Carro de combate leve

Type-69 / WZ-121
Carro de combate médio

 

Type-62 / WZ-132
Carro de combate leve (Norinco)
Type-62 / WZ-132

Projeto: Norinco
China popular
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
5.95
7.9m
2.86m
2.25M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
19.5t
21t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
12150-L3
430cv
55 Km/h
35 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
730 Litros
500Km
4
30º
40º
1.3M
2.55M
0.7M

Sistema de radar auxiliar:

País: China popular
Designação Local:WZ 132
Qtd: Máx:800 - Qtd. em serviço:400
Situação: Em serviço
Operacionalidade:
Construido desde o inicio como tanque levemente blindado, o WZ-132 foi utilizado no sul da China.Vários destes carros de combate terão entrado em conflito com forças do Vietname em 1979, quando do breve conflito entre os dois países, em que forças chinesas invadiram o norte do Vietname.

A experiência foi considerada desastrosa e grande parte do sucesso reconhecido ao lado vietnamita em impedir o avanço do exército chinês está relacionado com a facilidade com que os tanques Type-62 eram destruidos pelos RPG's que os podiam atingir com sucesso em qualquer parte da blindagem.

A dimensão das perdas foi tal, que levou a que a China iniciasse um programa para modificação do Type-62, tendo a maioria deles sido modificados, com a introdução de melhor blindagem e de sistemas mais modernos. A versão modificada é conhecida como Type-62-I

Type-62 china
Imagem da TV chinesa mostrando uma versão modernizada do Type-62.
A sua leve blindagem, permite também a sua utilização por forças ligeiras, sendo utilizado pelos fuzileiros navais da China e podendo mesmo ser aerotransportado.

O numero de tanques Type-62/WZ-132 tende a ser cada vez mais reduzido, tendo sido colocado em unidades de segunda linha.

No entanto, sabe-se que continuam ao serviço veículos deste tipo modernizados, na mesma linha de modernização utilizada para o tanque anfíbio Type-63. Não é no entanto certo o futuro deste veículo, porquanto embora com maior poder de fogo ele continua a ser fracamente blindado. Com os actuais avanços em termos de armas principais, o Type-62, mesmo com um canhão de 105mm, pode ser substituido por um veículo de combate de infantaria equipado com um canhão de baixa velocidade e capacidade para disparar munição de energia quimica.


Forum de discussão

O Type-62, desenhado nos anos 60 é uma das mais curiosas variações do conhecido modelo T-54 de origem soviética. Ele é praticamente impossível de distinguir do T-54/55 ou da sua derivação chinesa, o Type-59, mas na realidade é um veículo diferente.

Mantendo em grande medida as dimensões e características do modelo original, o Type 62 chinês é uma versão «piorada» to Type-59 da qual se removeram quaisquer dispositivos mais sofisticados, e também a maior parte da blindagem da torre e do chassis.

Tendo claramente o aspecto de um carro de combate convencional e com a disposição interna convencional, o Type-62 tem uma blindagem muito fraca, o que contribui para a enorme redução de peso, que passou para pouco mais de 20 toneladas, quando o veículo original pesava 36 toneladas.

Segundo os chineses, o carro de combate foi produzido com essa blindagem minima, para operação nas regiões pantanosas do sul da China, onde más estradas e caminhos tornavam extremamente dificil quando não impossível a operação de tanques mais pesados.

Juntamente com a redução da blindagem, foi igualmente instalado um canhão de calibre inferior (85mm) com o qual a China pretendia por um lado combater eventuais intervenções de forças blindadas leves, como também dispor de superioridade em caso de problemas de ordem interna.

Mesmo depois do ano 2000 continua a haver tanques deste tipo em operação e existem mesmo programas de modernização, que incluem desde modificações de sistemas de tiro e comunicações, e que podem ir mesmo até à colocação de uma torre nova, com canhão mais potente.
O principal objectivo destes programas, é a manutenção dos Type-62 que foram vendidos para vários países da áfrica e do sudoeste asiático.

Informação genérica:
A família de veículos T-54 / T-55 / T-62 é uma família de carros de combate de origem soviética, inspirada originalmente no tanque T-34 e no tanque KV.

Quando no final da II Guerra Mundial a Alemanha colocou ao serviço carros de combate mais pesados, a União Soviética respondeu, equipando os seus caça-tanques com canhões de 100mm. As experiências com o tanque T-34/100 não tiveram sucesso, pelo que as experiências continuaram com o projecto que haveria de conduzir ao T-54 e T-55. Pode-se afirmar que a junção dos dois conceitos, de tanque pesado KV armado com uma canhão de 100mm por um lado e da suspensão do T-34, resultaram no T-54.

O T-54 não foi no entanto pensado para ser o carro de combate mais poderoso no exército soviético, que continuou na sua doutrina a dar grande importância aos carros de combate mais pesados, como foi o caso dos carros pesados IS-1 até ao T-10.

Na foto, O carro de combate T-54 original. Notar o diferente formato da torre.


O T-54 converteu-se posteriormente em T-55, que tem modificações mínimas ao nível da torre e do canhão principal.
Mais tarde, foi concebido o T-62, que é essencialmente um T-55 ligeiramente maior, que se distingue principalmente pelo canhão de 115mm, em substituição do canhão de 100mm que caracteriza o T-55.

O T-55 foi fabricado na antiga União Soviética, mas também foi fabricado na China, onde foi conhecido como Type-59 e na Roménia.

Na China o T-55 deo posteriormente origem a outros veículos derivados.

A partir dos anos 60 o T-55 começou a ser relegado para funções secundárias na Europa, sendo sucedido pelo T-62, ao mesmo tempo que as unidades mais modernas da URSS recebiam o tanque T-64 e posteriormente o T-72.

A quantidade de tanques T-55 ao serviço em variadíssimos exércitos do mundo levaram a que mesmo depois da a sua produção ter terminado várias empresas desenvolvessem modernizações e upgrades.

A mais conhecida modificação «semi-oficial» do tanque T-55, é conhecida como T-55AM2, mas várias outras versões e derivações mais modernas deste tanque são oferecidas ainda hoje por várias industrias militares desde a Eslovénia à Ucrânia.