Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Carro de combate leve

Veículos idênticos ou relacionados:


BTR-50PK
Veículo Blindado Transporte Pessoal

PT-76
Carro de combate leve

ASU-85
Caça-tanques

Type-63
Carro de combate leve

ZSU-23-4 «Shilka»
Sistema defesa antiaérea Curto/Médio alc.

Type-63A
Carro de combate leve

 

Type-63A
Carro de combate leve (Norinco)
Type-63A

Projeto: Norinco
China popular
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
8.9
9.6m
3.2m
3M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
19.8t
22t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Diesel
580cv
75 Km/h
40 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
N/disponível
400Km
4
60º
30º
Anfíbio
2.9M
0.8M

Armamento básico
- 1 x 105mm L-7 (Calibre: 105mm - Alcance estimado de 4.4Km a 4.4Km)
Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

O Type-63A, é baseado no Type-63, mas com objectivos bastante diferentes no que respeita à sua utilização operacional. Enquanto o Type-63 foi previsto para utilização em zonas húmidas e com bastantes rios (onde é aconselhável a utilização não só de veículos blindados leves, mas também com capacidade anfíbia) o Type-63A, é essencialmente um equipamento para utilização por parte de forças da infantaria de marinha chinesa.

Embora a sua estrutura básica seja herdada do Type-63, pois a suspensão e os compartimentos do motor e da tripulação mantêm-se, a primeira alteração evidente, é a substituição da torre fundida característica dos veículos soviéticos por uma nova torre soldada, equipada com um canhão de 105mm copiado do L-7 britânico, embora com um sistema de absorção do recuo para permitir disparar o canhão dentro de água.

Além disso, o veículo tem tanques de ar adicionais, à frente e na traseira, que lhe dão uma flutuabilidade muito superior.

Com estas características o Type 63A é não só um veículo anfíbio que pode ser utilizado em terra, como acima de tudo um veículo capaz de participar em operações de desembarque anfíbio, podendo ser lançado de um navio a uma distância considerável da coste, podendo atingir as praias mercê de turbojactos que podem locomover o veículo a uma velocidade máxima de aproximadamente 14Km/h.

Mas embora seja mais poderoso e mais rápido que o seu antecessor, o Type-63A continua a ser um veículo fracamente blindado. A torre soldada, é extremamente fina e pode ser protegida com a colocação de sacos de areia nas laterais e mesmo assim apenas depois do desembarque, porque em caso contrário ele ficaria demasiado instável e poderia mesmo afundar.

O Type-63A, é na realidade o último tanque anfíbio do mundo, dado nenhum exército ou força naval da actualidade acreditar na necessidade deste tipo de veículo. A sua utilização pela China, em grandes quantidades, tem objectivos não só militares como também politicos.

Recentemente, o desenvolvimento dos veículos blindados baseados no novo modelo ZBD-2000 levaram ao desenho de um novo tanque leve anfíbio que se destina a substituir o Type-63A. Sabe-se que o Type-63A apresentou problemas de flutuabilidade. Ele pode atravessar lagos com facilidade (o modelo de que deriva foi concebido para isso), mas quando é lançado de navios de desembarque no mar, o comportamento é mau e vários afundaram em testes porque a torre armada com uma peça de 105mm é demasiado pesada.

Informação genérica:
Este tipo de veículo de combate anfíbio, foi inicialmente projectado na União Soviética e o seu desenvolvimento ocorre na sequência de aturados estudos que começaram já nos anos 20 para conseguir um veículo que não estivesse dependente do atravessamento de pontes e que assim conseguisse dominar completamente o território da antiga União Soviética.

A familia de veículos tem a sua origem no tanque anfíbio PT-76 (Plavaushiy Tank 76) equipado com um canhão de 76mm de baixa velocidade e na viatura blindada de transporte de pessoal BTR-50.

A China também produziu as suas versões destes dois veículos, como é o caso do carro anfíbio Type-63, equipado com canhão de 85mm, embora no caso chinês o canhão seja mais poderoso e o transforme num veículo com capacidade anti-tanque.

Vários outros veículos estão incluidos nesta familia e utilizam o mesmo chassis, como o já referido BTR-50, o sistema anti-aéreo ZSU-23-4,o sistema de mísseis anti-aéreos SA-6 «Gainful».
Também se pode considerar que este tipo de sistema foi a base a partir da qual foram concebidas as viaturas de combate de infantaria do tipo BMP-1.

Tendo como base o PT-76, foi também produzido um veículo especializado para apoio a unidades ligeiras, chamado ASU-85. O conceito é o mesmo que foi utilizado durante a II guerra mundial, para os veículos caça-tanques.

O ASU-85 tem um canhão de casco de calibre 85mm.
Com esse tipo de arma ele tinha possibilidade de atacar carros de combate médios. No entanto o ASU-85 não tinha capacidade anfíbia.