Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Veículo Blindado Transporte Pessoal

Veículos idênticos ou relacionados:


Piranha / «Grizzly»
Veículo de Combate de Infantaria

LAV-25 / Piranha
Veículo de Combate de Infantaria

Piranha «Bison»
Veículo Blindado Transporte Pessoal

Piranha III-C
Veículo Blindado Transporte Pessoal

Piranha IV / IFV
Veículo de Combate de Infantaria

Stryker AGS / M1128
Caça-tanques

Piranha V
Veículo Blindado Transporte Pessoal

 

Notícias relacionadas
Guerra no Rio de Janeiro já matou 44

Piranha III-C
Veículo Blindado Transporte Pessoal (Mowag / General Dynamics)
Piranha III-C

Projeto: Mowag / General Dynamics
Suiça
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
7.57
n/disponivel
2.71m
2.2M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
16.5t
18.5t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
C9 Caterpillar
400cv
100 Km/h
40 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Oito rodas motrizes
N/disponível
800Km
2+11
60º
35º
Anfíbio
1.5M
0.5M

Armamento básico
- 1 x 25mm M242 / Mk.38 «Bushmaster» (Calibre: 25mm - Alcance estimado de 3Km a 6.8Km)
Sistema de radar auxiliar:

País: Belgica
Designação Local:Piranha III C
Qtd: Máx:138 - Qtd. em serviço:30
Situação: Em serviço
Operacionalidade:
A Bélgica tornou-se num dos principais clientes do Piranha III ao anunciar a aquisição de várias versões deste novo tipo de veículo da Mowag/GDLS.

As entregas dos Piranha belgas começaram em 2007 e espera-se que se prolonguem até 2015 se a Bélgica optar por adquirir todos os veículos que encomendou num total de 242, dos quais o primeiro lote de 138 se encontra encomendado..

Os Piranha belgas serão fornecidos em várias versões. A mais poderosa delas estará equipada com uma torre CMI-90 equipada com um canhão de 90mm de fabrico local.
Outra versão estará equipada com um canhão de 30mm montado numa torre da empresa ELBUT de Israel.
Uma versão mais ligeira estará armada com uma torre ARROWS, operada desde o interior do veículo e equipada com uma metralhadora calibre 12.7.

Notar que os veículos para as forças belgas não são anfíbios.


Forum de discussão

Lançada em 1996, é a terceira série de veículos deste tipo, fabricados na Suiça pela Mowag, empresa que entretanto foi comprada pelo grupo norte-americano General Dynamics.

O Piranha III está especialmente concebido para permitir um maximo de intercambiabilidade entre as várias versões do veículo. Desta forma, é possível utilizar um grande numero de componentes de um Piranha-III equipado com torre de 90mm, com um outro equipado com metralhadora 12.7mm.

O veículo consegue atingir uma velocidade de 10.5km/h na água, propulsionado por duas hélices.

Ele também é mais pesado que os modelos anteriores e tem melhor protecção, resultado das necessidades identificadas nos novos campos de batalha.
O Piranha-III mantém a sua capacidade anfíbia.

Informação genérica:
Desenhada nos anos 70, a familia de veículos Piranha, é a mais profíqua e numerosa família de veículos blindados sobre rodas dos países ocidentais, e tem sido a referência pela qual se medem os veículos que posteriormente apareceram no mercado.

O sucesso do Piranha, foi impulsionado com a adaptação de um modelo apresentado para corresponder às necessidades norte-americanas, que ficou conhecido como LAV-25 e que entrou ao serviço entre 1983 e 1987.
Os LAV-25 foram fabricados pela General Motors do Canadá.

Os primeiros modelo foram apresentados em versão 6x6 e inicialmente conhecida como Piranha e LAV resultou numa série de versões e séries fabricadas em vários países no mundo, no que resultou num dos mais numerosos tipos de veículo 8x8 em serviço nos países da NATO.

O numero de designações existentes para as suas diferentes versões, levam a alguma confusão.

Stryker
Os veículos conhecidos como Stryker, constituem mais uma das variações do Piranha e foram utilizados como base para um sistema que monta uma torre equipada com um canhão de 105mm idêntico ao dos carros de combate M-60.

Piranha III
Para continuar a par com os desenvolvimentos da concorrência foi desenvolvido o Piranha III durante os anos 90.

Piranha IV
Já depois do anos 2000 com a aquisição da Mowag pela General Dynamics, foi apresentada uma versão maior do Piranha, conhecida como Piranha IV.


Comparação entre o LAV-25 à esquerda, derivado da primeira versão do Piranha e o Piranha-III mais recente à direita.

Piranha V
Em 2008 foi anunciado que a viatura escolhida para o programa FRES do exército tinha sido o Piranha V, uma versão «aumentada» do Piranha IV.