Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Sistema lançador de foguetes de artilharia

Veículos idênticos ou relacionados:


BM-30 «Smerch» 9K58
Sistema lançador de foguetes de artilharia

A-100 / PHL-03 «Smerch»
Sistema lançador de foguetes de artilharia

 

Notícias relacionadas
Rússia comprará UAV´s de Israel
Venezuela compra Mísseis e tanques

BM-30 «Smerch» 9K58
Sistema lançador de foguetes de artilharia (Soviet State Factories)
BM-30 «Smerch» 9K58

Projeto: Soviet State Factories
União Soviética
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
12.4
n/disponivel
3.1m
3.45M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
32t
43.7t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
D12A-525 (V12 38.8L)
525cv
60 Km/h
35 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Oito rodas motrizes
N/disponível
850Km
4/7
30º
1.1M
0M
0M

Misseis / foguetes de artilharia
Sistema de radar auxiliar:

País: Russia
Designação Local:BM-30 Smerch
Qtd: Máx:150 - Qtd. em serviço:0
Situação: Em serviço
Operacionalidade:
Presentemente em serviço no exército da Rússia


Forum de discussão

O sistema é construido sobre um veículo da fábrica MAS da Bielorussia, sendo uma unidade Smerch, constituida pelo veículo 9A52-2 (tração às oito rodas), foguetes de 300mm, sistema de controlo de tiro e veículo de recarga.

O Smerch dispõe de 12 tubos que lançam foguetes de artilharia dispostos numa plataforma rotativa que é apontada para o alvo.
Os mísseis podem atingir alvos de 20km até 70km de distância (Algumas fontes apontam até 90km, conforme o tipo de foguete utilizado). Este tipo de sistema destina-se a ser utilizado contra concentrações de forças inimigas, entroncamentos rodoviários e locais onde existam forças não protegidas ou não blindadas.

Informação genérica:
O Smerch, é um sistema de laçamento de foguetes de artilharia para saturação e foi desenvolvido ainda durante o periodo da antiga União Soviética.

O sistema é considerado extremamente poderoso, ainda que demasiado volumoso, o que torna a sua ocultação complicada.

A China desenvolveu uma cópia do sistema, conhecida como A-100 e uma derivação conhecida como PHL-03.
Embora os chineses afirmem que se trata de um sistema diferente e com maiores capacidades, tais afirmações não são coincidentes com as características conhecidas do sistema.