Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Veículo Blindado Transporte Pessoal

Veículos idênticos ou relacionados:


BTR-60PB
Veículo Blindado Transporte Pessoal

BTR-70
Veículo Blindado Transporte Pessoal

BTR-80
Veículo de Combate de Infantaria

BTR-100
Carro de combate leve

2S23 «Nona-SVK»
Morteiro autopropulsado

BTR-90
Veículo de Combate de Infantaria

BTR-4 / APC
Veículo Blindado Transporte Pessoal

 

BTR-4 / APC
Veículo Blindado Transporte Pessoal (KMDB-Kharkhiv Morozov)
BTR-4 / APC

Projeto: KMDB-Kharkhiv Morozov
Ucrania
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
7.6
n/disponivel
3.2m
3M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
18.5t
22t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
3TD
500cv
110 Km/h
35 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Oito rodas motrizes
N/disponível
690Km
2+10
Anfíbio
0M
0M

Sistema de radar auxiliar:

País: Ucrania
Designação Local:BTR-4
Qtd: Máx:10 - Qtd. em serviço:10
Situação: Em serviço
Operacionalidade:
A Ucrânia encomendou apenas 10 exemplares do BTR-4, pelo que a viatura não foi colocada ao serviço nas principais unidades mecânizadas do país que continuam a utilizar o BTR-80.
No inicio de 2014, após a criação da Guarda Nacional, as dez viaturas BTR-4 ucrânianas foram transferidas para esta força.


BTR-4 da Guarda Nacional da Ucrânia (2014) equipada com torre armada com canhão de 30mm.


Forum de discussão

Embora aparentemente o BTR-4, que é fabricado na Ucrânia, lembre os veículos da família BTR-70/80/90, e a influência seja clara, há uma grande diferença entre este veículo e os seus congeneres fabricados em Omsk na Russia.

A empresa fabricante, que já tinha produzido o BTR-3, que era basicamente idêntico aos modelos BTR russos, efectuou uma alteração radical no desenho e disposição internas, transferindo o motor do veículo da parte traseira para a secção central, logo atrás do condutor.

Esta alteração, permite ao contingente militar que o veículo transporta, poder entrar e sair com muito maior facilidade, enquanto que nos veículos russos, o acesso mais rápido é através das escotilhas, com as desvantagens tácticas que isso representa.

Por outro lado, a colocação central do motor, torna o comando do veículo mais complicado, porque dificulta a coordenação entre o comando do veículo e os militares do destacamento.

A primeira encomenda internacional para o BTR-4 foi colocada pelo Iraque que adquiriu 400 exemplares.

MBTR-4
Visão da parte traseira do BTR-4: A colocação do motor numa posição central, permite um melhor acesso à viatura e mais facilidade para as operações dos infantes. A entrada e saida é também muito mais fácil.


Em 2012 foi anunciado por autoridades iraquianas que tinham sido detetados problemas com as viaturas BTR-4 entregues, entre os quais se destacava a ferrugem que tinha atacado alguns dos veículos, fornecidos em 2011.

Informação genérica:
Os veículos BTR-Bronye TRransporter ou Transporte Blindado em português, remontam ao periodo final da II guerra mundial, nomeadamente ao modelo BTR-40, praticamente um pequeno camião aberto e com blindagem lateral, desenvolvido ainda durante o periodo da II Guerra Mundial, em 1944, embora só tenha entrado ao serviço em 1950 e inspirado nas viaturas White Scout Car.

A partir dos anos 60, a União Soviética começou a conceber viaturas na configuração 8x8, que passou a ser a configuração standar para as viaturas blindadas de transporte de pessoal.

O primeiro desses veículos foi o BTR-60 com tração 8x8. Ele veio inicialmente complementar o BTR-152, embora também acabasse por substituir os BRDM-2, à medida que os veículos 4x4 foram sendo abandonados e foram sendo substituidos pelas versões BTR mais eficientes e mais capazes com a sua tração às oito rodas.

Posteriormente ao BTR-60, foram lançadas diferentes versões de viaturas 8x8.

O BTR-70, veio incluir uma motorização simplificada e acesso por pequenas portas laterais.

O BTR-80, apresentou novidades na facilidade de evacuação do veículo e incluiu um novo motor e uma torreta redesenhada que permitia à metralhadora 14,5mm fazer fogo anti-aéreo.

O BTR-90, foi a última derivação deste tipo de viaturas, com a inclusão de uma nova torreta armada com canhão de 30mm em substituição da metralhadora 12,7mm.

Com o fim da União Soviética, a Ucrânia continuou a produzir a sua própria derivação, conhecida como BTR-4.