Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Artilharia Auto propulsada



Veículos idênticos ou relacionados:


TOS-1A «Buratino»
Sistema lançador de foguetes de artilharia

2S19 MSTA-S
Artilharia Auto propulsada

 

2S19 MSTA-S
Artilharia Auto propulsada (Uraltransmash)
2S19 MSTA-S

Projeto: Uraltransmash
Russia
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
7.4
11.92m
3.38m
2.99M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
38t
42t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
V-84A
840cv
60 Km/h
35 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
N/disponível
500Km
5
47º
36º
1.5M
2.8M
0.5M

Armamento básico
- 1 x 45mm L/46 20K Mod33/38 A/T (Calibre: 45mm - Alcance estimado de 0.5Km a 1.5Km)
- 1 x 7.62 DT Degtiarev (Calibre: 7.62mm - Alcance estimado de 0.8Km a 0.8Km)
Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

O sistema 2S19 foi visto pela primeira vez no ocidente em 1990, e foi visto como o substituto do 2S3, também equipado com uma peça de artilharia de 152mm, ainda que de concepção diferente.

O 2S19, usa a mesma munição utilizada pelo sistema de artilharia rebocada MSTA-A modelo 2A65, conhecido no ocidente como M1986.

Foi tida em consideração a necessidade de harmonizar a logística, pelo que o 2S19, utiliza o mesmo chassis do tanque T-80, com o condutor sentado à frente e a torre colocada a meio do veículo com o motor na traseira.

A peça de artilharia tem capacidade para disparar projecteis a uma distância de 24.7km e utilizando munição assistida, pode atingir alvos a uma distância de 40km.

A torre pode girar 360 graus e tem uma elevação de -3 a +68 graus, tendo um motor autónomo, que permite girar a torre com o motor do veículo desligado. O sistema de municiamento da peça é automático, podendo atingir uma cadência de tiro de oito disparos por minuto.

O 2S19, é um veículo bastante volumoso e acredita-se que a sua blindagem é mais poderosa que a de sistemas ocidentais equivalentes, dando assim bastante mais protecção à tripulação.

Informação genérica:
O carro de combate médio T-72 desenvolvido como uma opção mais barata ao carro de combate T-64, acabou se transformando num standard nas forças armadas soviéticas e posteriormente russas.

O sucesso da plataforma, acabou por facilitar a sua utilização como plataforma base para vários sistemas de combate e viaturas auxiliares.

De entre estas viaturas destacam-se:

2S19 - MST-S
Sistema de artilharia auto-propulsada de 152mm que substitui o já ultrapassado 2S3 Akatsiya.
O sistema é baseado no chassis do tanque T-80, embora inclua muitos dos componentes do T-72.

TOS-1
Sistema de artilharia de saturação, que utiliza um lançador com capacidade para disparar projeteis de artilharia incendiários ou termobáricos.