Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Artilharia Auto propulsada

Veículos idênticos ou relacionados:


AMX-30 (B2)
Carro de combate médio

GCT - 155mm
Artilharia Auto propulsada

AUF-2
Artilharia Auto propulsada

 

GCT - 155mm
Artilharia Auto propulsada (Giat Industries / NEXTER)
GCT - 155mm

Projeto: Giat Industries / NEXTER
França
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
6.7
10.25m
3.15m
3.25M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
38t
42t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Hispano Suiza HS-110
720cv
60 Km/h
40 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
970 Litros
450Km
4
60º
30º
2.1M
1.9M
0.93M

Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

O GCT , concebido pela GIAT para substituir as peças de artilharia autopropulsadas de 155mmMk.F-3, baseadas no chassis do AMX-13 e também de 105mm Mk 61.

Ele foi apresentado pela primeira vez em 1977 e é constituido por uma torre colocada no chassis do carro de combate AMX-30. Ao contrário do seu antecessor o GCT pode girar a sua torre e disparar em qualquer direção, com uma elevação da peça principal de -4 a +66º.

A alimentação da peça é automática, permitindo atingir até 8 disparos por minuto. No entanto pode ser efectuado carregamento manual.

A peça de 155mm e 39 calibres pode disparar munição standard até distâncias de 18km. Munição especial «assistida» pode atingir alvos a distâncias de até 24km.

Foi produzida uma versão com uma torre especialmente adaptada para permitir a instalação em veículos blindados diferentes, tais como o T-72:


Informação genérica:
O carro de combate AMX-30 foi desenvolvido na França no inicio dos anos 50, com o objectivo de garantir a independência da França em termos de armamentos. Ele substituiu essencialmente os carros de combate M-47 ao serviço do exército francês.

AMX-30B2 - Versão modernizada, com novos sistemas electrónicos e de controlo de tiro.

AMX-40 - Versão do AMX-30 equipada com peça principal de 120mm que foi um produto colocado no mercado entre o fim de produção do AMX-30 e do carro de combate Leclerc. O modelo não teve clientes.



Foram desenvolvidos sistemas de artilharia autopropulsada com base no AMX-30, a saber:

GCT - O chassis do AMX-30 foi utilizado como plataforma para o sistema de artilharia auto-propulsada GCT que entrou ao serviço no inicio dos anos 80.

AUF-1 - Modernização dos sistema GCT proposta no final dos anos 90, que inclui não só electrónica mais avançada, como uma torre redesenhada que pode ser instalada em chassis diferentes do AMX-30

AUF-2 - Idêntico ao AUF-1, mas com a instalação de uma nova arma principal de cano longo (L/52) com maior alcance. A versão AUF-1 modernizada chama-se AUF-1TA.