Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Canhão de assalto



Veículos idênticos ou relacionados:


Su-122M
Canhão de assalto

Su-85M
Caça-tanques

Su-100
Caça-tanques

 

Su-122M
Canhão de assalto (Soviet State Factories)
Su-122M

Projeto: Soviet State Factories
União Soviética
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
6.3
6.95m
3m
2.24M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
30.9t
32t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
V-2-34
500cv
55 Km/h
25 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
N/disponível
150Km
5
35º
25º
1.3M
2.5M
0.73M

Armamento básico
- 1 x 122mm M-30/L22 Mod.1938 (Calibre: 122mm - Alcance estimado de 4Km a 11.8Km)
Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

O Su-122, é um dos vários canhões de assalto que a União Soviética desenvolveu a seguir à invasão alemã de 1941, e resultado do grande interesse que as autoridades militares soviéticas colocaram no desenvolvimento desse tipo de arma.

Mais barato de construir que um tanque, por causa da ausência da torre, o espaço disponível também permitia a instalação de um canhão de maior calibre.

O desenvolvimento do veículo começou em Abril de 1942 sob a supervisão directa do ministério da produção de tanques. O protótipo inicial estava armado com o obus SG-122.
O veículo foi aceite em Julho de 1942 e a sua produção teve inicio imediatamente, mas em quantidades muito pequenas até ao final do ano.
O veículo foi pela primeira vez colocado em unidades operacionais em Dezembro de 1942, em regimentos equipados também com o canhão de assalto Su-76.

A dificuldade das unidades em operar conjuntamente tipos diferentes de canhões de assalto, levou a que fossem criados regimentos exclusivamente equipados com Su-122. O veículo era bastante poderoso e em Abril de 1943 começou a utilizar uma nova munição do tipo HEAT (carga oca) que lhe dava capacidade para atacar carros de combate médios / pesados, embora nessa mesma altura, a entrada ao serviço do tanque «Tiger» tenha levado as autoridades soviéticas a concluir que o Su-122 não era suficientemente poderoso para o derrotar, excepto caso se aproximasse a menos de 500m do alvo, o que seria quase suicida.

A produção em grande série só começou em meados de 1943, tendo sido propostos dois modelos diferentes para produção, que não provaram em testes. Os falhanços nos protótipos levaram a que se cancelasse o estudo de novas versões. A produção do Su-122 foi finalmente cancelada em Agosto de 1944, altura em que o total de veículos produzidos atingiu 1.100 exemplares.

Informação genérica:
Como aconteceu com grande numero de viaturas blindadas do periodo da II Guerra Mundial, o chassis básico dos carros de combate foi igualmente utilizado para derivações e veículos adequados para utilizações específicas.

O carro de combate T-34 não foi excepção e a sua estrutura base, a «barcaça» sem a torre foi também utilizada para outros veículos.

De entre os vários veículos derivados do T-34 que entraram ao serviço, e que são basicamente idênticos, com a exclusão da torre destacam-se:

Canhão de assalto Su-122
A primeira versão modificada do T-34 foi a versão de canhão de assalto Su-122 (armado com um obus de 122mm) destinado principalmente a apoiar a progressão das forças de infantaria.

Caça-tanques Su-85
Foi quase simultaneamente desenvolvida uma versão caça-tanques conhecida como Su-85 (armado com o mesmo canhão de 85mm do tanque KV-1 e das versões iniciais do T-34/85).


Caça-tanques Su-100
A fraca potência do canhão de 85mm perante as novas soluções de blindagem alemãs, levaram ao desenvolvimento do Su-100, caça tanques armado com um canhão de 100mm.