Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Veículo médio de reconhecimento



Veículos idênticos ou relacionados:


BMP-1
Veículo de Combate de Infantaria

BRM-1
Veículo médio de reconhecimento

BMP-2
Veículo de Combate de Infantaria

BMP-3
Veículo de Combate de Infantaria

2S31 «Vena»
Morteiro autopropulsado

BMP-M2
Veículo de Combate de Infantaria

 

BRM-1
Veículo médio de reconhecimento (Soviet State Factories)
BRM-1

Projeto: Soviet State Factories
União Soviética
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
6.76
n/disponivel
2.94m
1.98M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
12t
13.3t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
UTD-20
300cv
65 Km/h
30 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
450 Litros
550Km
6
60º
30º
Anfíbio
2.7M
0.7M

Armamento básico
- 1 x 73mm 2A28 «Grom» (Calibre: 73mm - Alcance estimado de 0.8Km a 1.3Km)
Sistema de radar auxiliar:

País: Russia
Designação Local:BRM-1
Qtd: Máx:1000 - Qtd. em serviço:800
Situação: Em serviço
Operacionalidade:
Os BRM-1 continuam em operação no exército da Rússia, muitos deles são utilizados apenas como veículos de transporte de infantaria. Vários veículos destes estão ao serviço do Ministério do Interior e participaram em 2008 na operação de invasão da Geórgia.


Forum de discussão

O BRM-1 (também designado como BMP-1976) é aparentemente idêntico ao BMP-1 no entanto a sua função é diferente dado que ao contrário do BMP-1 o BRM-1 não dispõe do lançador de mísseis anti-tanque e é classificado como viatura de reconhecimento. A sua torre também é ligeiramente diferente da torre do BMP-1. Embora mantenha a mesma arma de 73mm, ela é mais larga e mais baixa.

Ele foi resultado da necessidade de substituir o PT-76 como veículo de reconhecimento, que nos anos 70 já se considerava obsoleto no teatro de operações europeu.

Parte destes veículos estão equipados com um radar de vigilância do campo de batalha (código NATO «Tall-Mike») - BRM-1K.

A utilização normal deste veículo era em conjunção com os BMP-1, estando distribuidos às forças na proporção de um BRM por cada três BMP. No entanto há países utilizadores que adaptaram os BRM-1 para utilização como veículo de combate de infantaria ou viatura blindada de transporte de pessoal, beneficiando do maior numero de lugares disponíveis.

Informação genérica:
Os veículos BMP, constituem uma familia de veículos blindados de combate de infantaria de origem soviética / russa.

O primeiro BMP foi uma novidade absoluta nas unidades soviéticas que até aos anos 60 se deslocavam essencialmente em camiões até aos objectivos, para depois desempenhar a sua função a pé.

Com os veículos BMP,. Pretendia-se que a infantaria lutasse a partir do veículo, que incluía seteiras. Esse conceito foi aceite também no ocidente. No entanto a ideia de disparar de dentro do veículo, com um reduzido ângulo de visão acabou por se mostrar pouco útil.

Os veículos BMP são por um lado equivalentes soviéticos ao M-113 americano como transporte de tropas, mas com a agregada capacidade para operar como veículo de combate que o M-113 não tinha.

O BMP-1 estava equipado com um canhão de baixa pressão de 73mm, enquanto que o BMP-3 opera um canhão de 30mm, defendendo-se de carros de combate pesados com o um lançador de mísseis Spandrel. O BMP-3 é a última versão produzida do veículo e está equipado com uma torre armada com um canhão de baixa pressão de 100mm montado juntamente com outro de 30mm.