Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Carro de combate leve

 

Acontecimentos relacionados
Operação Urano: Estalinegrado

Lt vz.35
Carro de combate leve (Skoda)
Lt vz.35

Projeto: Skoda
Republica Checa
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
4.9
n/disponivel
2.06m
2.37M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
8.5t
10t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Skoda T-11 (8.5 l)
120cv
34 Km/h
15 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
153 Litros
190Km
4
0.8M
0M
0M

Armamento básico
- 1 x 37mm L/40 A3 (KwK-35 t) (Calibre: 37.2mm - Alcance estimado de 0.05Km a 0.2Km)
Sistema de radar auxiliar:

País: Romenia
Designação Local:R-2
Qtd: Máx:152 - Qtd. em serviço:0
Situação: Retirado
Operacionalidade:
A Romenia encomendou 126 destes tanques, mais a opção de compra de mais 68 unidades no final de 1935.
Após testes adicionais, os primeiros tanques fornecidos ao exército romeno foram considerados aceitáveis, pelo que a Roménia colocou uma nova encomenda para mais 280 unidades, mas a encomenda não chegou a ser aceite pela Skoda, por causa das condições de fornecimento exigidas pelos romenos.

A Romenia acabou recebendo o total de 126 unidades da encomenda original

Muitos dos veículos perderam-se em combate ou avariaram-se em 1941 na Russia. Um enorme esforço por parte dos romenos conseguiu recuperar vários veículos, pelo que em Agosto de 1942, estavam operacionais 82 unidades
Em 1942, a Alemanha forneceu aos romenos 26 tanques deste tipo que tinha ao serviço, embora se tratasse de equipamentos bastante gastos.

Embora relativamente moderno em meados dos anos 30, com o inicio da II Guerra, e com o desenvolvimento da industria e tecnologia militar, o veículo tornou-se relativamente obsoleto.
À falta de melhor, ele continuou ao serviço do exército romeno, atribuido na sua maioria à 1ª divisão blindada romena.

A maioria destes tanques foi perdida pelos romenos em 1942 durante a ofensiva soviética contra as forças alemãs em Estalinegrado. Uma semana depois do ataque soviético, apenas 19 estavam operacionais e mesmo esses foram sendo perdidos nas semanas seguintes.

Em meados de 1943 apenas 25 unidades ainda estavam minimamente operacionais (dos que não tinham participado na batalha). Parte dos R-2 foram convertidos em canhões de assalto.


Forum de discussão

Desenvolvido na Checoslováquia durante os anos 30, este tanque leve começou a equipar o exército da Checoslováquia em meados dos anos 30. O seu desenvolvimento e a entrada ao serviço parecem ter sido demasiado apressados, pelo que o carro de combate apresentou vários problemas mecânicos, especialmente ao nível do seu sistema de suspensão.

O Lt vz.35 foi posteriormente preterido ao tanque da CKD, armado com um canhão do mesmo calibre. A invasão da Alemanha veio modificar os planos e os tanques Lt.vz 35 foram incorporados no exército alemão como PzKpfw-35(t).

No total foram produzidos 635 unidades deste veículo.

Informação genérica:
-