Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Viatura táctica média

Veículos idênticos ou relacionados:


SdKfz-8
Viatura táctica média

SdKfz-6
Viatura táctica média

SdKfz-11
Viatura táctica média

SdKfz-7
Viatura táctica média

SdKfz-9
Viatura táctica pesada

 

SdKfz-7
Viatura táctica média (Krauss-Maffei)
SdKfz-7

Projeto: Krauss-Maffei
Alemanha
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
6.85
n/disponivel
2.4m
2.62M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
10t
11.55t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Maybach HL-62 6cyl.
140cv
50 Km/h
20 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas e rodas
N/disponível
0Km
12
0.5M
2M
0M

Sistema de radar auxiliar:

País: III Reich / Alemanha
Designação Local:SdKfz-7
Qtd: Máx:13029 - Qtd. em serviço:0
Situação: Retirado
Operacionalidade:
Uma das mais importantes funções do SdKfz-7 era a capacidade de transportar as peças anti-aéreas de 88mm.

Do ponto de vista táctico, tal foi extremamente útil em várias fases da guerra, porque o célebre canhão anti-aéreo era também a mais eficiente peça anti-tanque que os alemães tinham à mão, quando os tanques e a artilharia anti-tanque alemã se deparavam com viaturas blindadas pesadas.

Além do exército alemão, também a Luftwaffe adquiriu veículos deste tipo para defesa anti-aérea.


Forum de discussão

Desenvolvido a partir de 1934 pela empresa Kraus-Maffei, o SdKfz-7 deveria ter capacidade para rebocar cargas de até 8 toneladas. Esta capacidade deveria permitir rebocar vários equipamentos de artilharia, quer de campanha quer anti-aérea.

De facto, a principal função do SdKfz-7 foi a de servir como tractor para os canhões anti-aéreos alemães de 88mm, que o país utilizou durante todo o conflito.
Este tractor podia rebocar a peça de artilharia anti-aérea, e podia igualmente transportar a guarnição da arma junto com alguma quantidade de munição.
Além da artilharia anti-aérea o SdKfz-7 era também utilizado como tractor para as peças da artilharia de campanha alemã (105mm e 150mm).

Outras versões derivadas do SdKfz-7 foram construidas ou adaptadas de veículos já ao serviço, quando a necessidade de armamento motorizado se tornou urgente na Alemanha após a invasão da União Soviética.
Entre eles destaca-se o SdKfz-7/1 que no lugar dos passageiros recebeu uma plataforma com o sistema de canhões anti-aéreos de 20mm Flakvierling-38.

Foi testada a possibilidade de aplicar armas de maior calibre, mas os resultados não foram satisfatórios. A produção deste modelo foi interrompida em 1944 e não se sabe exactamente o numero de unidades produzidas até essa altura. Sabe-se que em 1942 estavam ao serviço 3.262 unidades.
Dados de estudos recentes colocam o numero total de SdKfz-7 fabricados em 13.029, com a produção por ano distribuida da seguinte forma: Em 1939: 1.609 - em 1940: 996 - em 1941: 1.322 - em 1942: 1.388 - em 1943: 3.250 - em 1944: 3.352 e nos primeiros meses de 1945: 270).
Além destas, foram fabricadas cerca de 800 unidades na versão SdKfz-7/1 com canhão anti-aéreo de 20mm e cerca de 1.000 exemplares armados com canhão anti-aéreo de 37mm.
Este veículo foi produzido pela Krauss-Maffei (Munique), Sauserwerke (Viena) e Borgwards (Bremen).


Acima a versão SdKfz-7/2, com canhão de 37mm anti-aéreo utilizada pela Luftwaffe.



Alguns destes modelos estavam equipados com um guincho adequado para puxar cargas de até 3.450kg, que muitas vezes foi utilizado para apoiar veículos mais leves atolados na lama.

Nota:
Este veículo foi igualmente fabricado sob licença em Italia pela Breda, a qual produziu uma versão idêntica, segundo as especificações italianas.

Informação genérica:
Os veículos do tipo meia-lagarta utilizados pelo III Reich podem dividir-se em três tipos.

O primeiro tipo, corresponde aos veículos SdKfz-250 e SdKfz-251 que eram viaturas destinadas a transportar a infntaria, nomeadamente junto com os tanques, no que foi uma das principais vantagens das unidades blindadas alemãs durante a primeira fase da guerra.

O outro tipo, corresponde aos «Maultier» ou «Mula» que eram veículos comerciais em produção na Alemanha durante o final dos anos 30 e que foram adaptados depois de 1941 para responder às necessidades da frente leste.

O terceiro tipo de veículos meia-lagarta, são os tractores e veículos de transporte construidos propositadamente para funções militares, embora não estivessem destinados a prestar serviços nas primeiras linhas.

As designações destes veículos não seguiram uma ordem lógica, e destacam-se os seguintes modelos:

SdKfz-8 (1928) - Capacidade de reboque de 12 toneladas

SdKfz-7 (1933) Capacidade de reboque de 8 toneladas

SdKfz-11 (1934) - Capacidade de reboque de 3 toneladas

SdKfz-6 (1934) - Capacidade de reboque de 5 toneladas

SdKfz-9 (1936) - Capacidade de reboque de 18 toneladas.